por Regine Luise

5 passos para descobrir se rola ou enrola

Está super afim do cara, acha que já passaram daquela fase de só trocar alguns beijos e quer algo mais? Assistir filminho em casa, levar para conhecer seus pais ou mesmo passar a virada de ano juntos em família? Se você está mesmo preparada para dar esse passo e quer descobrir se o rapaz corresponde aos seus sentimentos, abaixo cito cinco dicas básicas. Depois de ler isso e colocar algumas atitudes em prática, descobrirá se rola namoro ou só enrolação.

Converse sobre qual é o tipo ideal de namorado para você

 

Sonhamos com um tipo de emprego, somo amigos daquelas pessoas por quem temos afinidades por esse ou aquele aspecto, como poderia ser diferente em um relacionamento? Todos nós (assumidos ou não), temos aquela ilustração do que seria um par ideal para nós. Não digo de perfeição porque isso realmente não existe, mas trata-se de interesses em comum. Pensamentos e estilos de vida parecidos. Você quer um cara para assistir uma maratona de séries e filmes com você? Ou será que prefere alguém para viajar e conhecer lugares diferentes? Ficar em casa ou sair? Faça uma listinha virtual ou no papel de coisas que espera de um relacionamento. Desde programações que vocês possam fazer juntos, passando por atração física (se tiver preferência) e terminando em qualidades e defeitos, ou seja, a personalidade por assim dizer.

Preste atenção ao conversar sobre sexo

O cara pode querer um envolvimento sexual com você para se conectarem e conhecerem melhor um ao outro. Essa troca maior de carinho e intimidade pode ser muito boa para a relação. Por outro lado, ele pode estar querendo apenas sexo casual e uma vez que você o fizer, vai cair fora e partir para a próxima. Quando conversarem sobre sexo preste atenção redobrada no quê e como ele fala. Tente perceber se apresenta sinais só de atração física mesmo ou aparenta sentir algum carinho por você. Só que se ele pedir como prova de amor uma noite de sexo, minha amiga, dá meia volta e vai embora. É cilada, pode apostar!

Conheça os defeitos dele

 

Há quem diga que o amor é cego, surdo e mudo. Pode ser verdade, viu? Ao menos quando estamos apaixonados, parece que nossos olhos e ouvidos só aceitam as informações que convém. Ninguém começa um relacionamento falando dos defeitos, não é? Alguns homens para impressionar escondem algumas manias ou até mentem. Você pode ir contando dos seus defeitos e perguntando os defeitos dele aos poucos, em um tom bem informal e descontraído. Pode optar também sempre por tentar arrancar informações com os amigos, ou mesmo, reparar quando estiverem em um ambiente dele. Enxergar como ele é com os amigos e com a família é, sem dúvidas, conhecer melhor o seu pretendente.

Conversem sobre assuntos relevantes e descubra como ele pensa

Jogar conversa fora sobre qualquer coisa, ficar abraçadinho no silêncio ou mesmo só trocando carinho realmente é ótimo. Porém, conversar, perguntar e descobrir como o rapaz pensa sobre alguns assuntos relevantes é totalmente recomendável. Visão de mundo, objetivos de vida e crenças religiosas são assuntos que merecem uma atenção especial. Pode parecer besteira no começo e, é claro que todos devemos respeitar a religião do outro, mas quando se pensa diferente demais pode não dar certo. Se, por exemplo, você for uma crente fervorosa, que frequenta a igreja sempre e faz parte de células ou ministérios pode não combinar com um ateu. Isso varia de pessoa para pessoa, de casal para casal, mas se você acredita em Deus e está se envolvendo com um bruxo a tendência a dar errado é muito maior do que ao contrário.

Seja você mesma

 

Não dá para agradar ou fingir quem você não é o tempo todo. Se você não gosta de salto e coloca só porque ele acha bonito, vai cansar rápido. Se você não curte comida japonesa, mas disse que gosta vai passar vergonha na hora de ir ao restaurante. Se você não gosta de futebol e diz que não liga, vai passar nervoso quando ele te trocar pelos amigos e a pelada do domingo. Se ele tiver que gostar e namorar com você que seja por aquilo que você realmente é, não o que aparenta ou tenta ser.

Regine Luise

+ artigos

Jornalista, poeta e romântica nas horas vagas. Regine Luise ama, doa, sonha, dramatiza, sorri, chora e escreve. Não necessariamente nessa ordem.