por Erickson Rosa

A importância de cuidarmos de nossa criança interior

Todos nós carregamos internamente três pessoas durante toda nossa vida. A criança, o adolescente e o adulto. Todas essas identidades interiores possuem uma importância fundamental em nossa vida, na forma que nos relacionamos e na maneira que enxergamos o mundo. Todas as 3 pessoas são importantes, mas neste texto vou me ater à importância da criança interna.

Nossa criança diz respeito às nossas emoções mais básicas. As emoções básicas são aquelas que todos os seres humanos nascem e que depois dão origem para outras emoções. As emoções básicas são: medo, nojo, surpresa, raiva, tristeza e felicidade. São chamadas de big six.

Durante nossa infância experimentamos essas emoções com grande intensidade. Esses registros ficam arquivados em nosso interior durante toda nossa vida e refletem em nosso comportamento futuro. Por exemplo, se uma pessoa experimentou muito o medo durante sua infância, é muito provável que durante sua fase adulta essa pessoa tenha muito medo de passar por essas situações. Assim, sempre que surgir uma situação parecida, ativará o medo e o desejo de evitar esse medo.

Talvez essa pessoa tenha sido muito cobrada, xingada, exigida e ameaçada em sua infância. Isso a faz acreditar que o mundo é um lugar perigoso e que deve se proteger de tudo e todos. Podemos ignorar o medo e não olhar para ele, tentando não pensar nisso, mas isso não o fará desaparecer. O medo continuará ali, assombrando e se manifestando quando menos perceber, pois você não estará olhando para ele.

Como combater o medo e curar a criança interna?

Se ignorarmos o nosso medo, ele aumenta, mas se olhamos para ele podemos aceitá-lo e acolher a criança em nós que teme. Podemos olhar para a nossa criança e dizer que não somos mais uma pequena criança indefesa, que agora temos pés e mãos fortes, que somos adultos que podemos cuidar de nossa criança interna.

Quando somos criança, dependemos que os outros nos cuidem e ficamos apegados a isso. A necessidade de estar com as pessoas nasce do medo que temos de sermos abandonados. A criança teme ser abandonada, ser deixada e não ser mais cuidada. Porém, você mesmo pode fornecer o carinho que sua criança necessita, falando com ela, dizendo a ela que não precisa mais ter medo, que agora você está pronto para cuidar dela e que nada de mal acontecerá com ela.

Quando cuidamos de nossa criança interior, sentimos um amor por nós mesmos e isso aumenta nossa autoestima e autoconfiança. Ao cuidar de sua criança, sentirá que pode gerar o amor por si mesmo e poderá também passar esse amor para outras pessoas. Em geral, estamos dependentes do amor de outros porque não sabemos como gerar amor. Como uma pessoa que não sabe se amar pode gerar amor por outro? Assim se relaciona com os outros a partir de carência, como um ser faminto por amor e carinho.

Contudo, você pode gerar esse amor que tanto anseia. Basta que acolha e cuide de sua criança interna, que mostre amor pela criança que existe dentro de você e que precisa ser amada. Espero que essas palavras aqueçam seu coração e ajude você a aquecer sua criança que, assim como todos os seres no universo, merece o seu amor. 

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.