por Diego Diehl

Acupuntura: De fato, um tratamento eficaz para a dor

A acupuntura é uma técnica de tratamento proveniente da medicina oriental, é praticada há milhares de anos, especialmente pelo povo chinês. Sua prática é tão antiga que um dos livros ainda hoje estudados sobre o assunto foi escrito há quase 2.300 anos.

Sua disseminação no ocidente iniciou-se há séculos, mas foi de fato alavancada com a visita do presidente norte-americano, Richard Nixon, à China, na década de 70. Um dos repórteres que acompanhava a comitiva fez uma matéria sobre a acupuntura, descrevendo a sua utilização como a única ferramenta anestésica em cirurgias de alguns hospitais visitados. Sem a necessidade de medicação para a sedação dos pacientes no procedimento cirúrgico, a comunidade científica teve grande interesse em melhor conhecer e estudar a acupuntura na época, o que impulsionou sua atividade no ocidente.

A pesquisa científica na área vem crescendo em quantidade e qualidade, e ainda que muitos dos efeitos clínicos da acupuntura não estejam esclarecidos, pesquisadores do mundo inteiro têm verificado seus efeitos em condições de saúde diversas. A Organização Mundial da Saúde (OMS), reconhece e estimula o ensino e a aplicação da acupuntura em todo o mundo, e a Unesco a reconhece como Patrimônio Cultural da Humanidade.

A Associação Internacional para o Estudo da Dor (IASP) e o editorial da Associação Médica Americana (JAMA) recentemente lançaram guias clínicos aos profissionais da saúde, destacando o papel fundamental da acupuntura no controle da dor, sendo uma alternativa terapêutica de primeira escolha, junto a fisioterapia e a quiropraxia.

Ainda que em minoria, alguns profissionais da saúde e uma parcela pequena da população veem a acupuntura com descrença, ignorando seus milhares de anos de utilização com eficácia por profissionais em todo o mundo, bem como os avanços e resultados que a pesquisa científica tem proporcionado. A educação ainda é a peça-chave para melhor orientar e desmistificar o procedimento, permitindo que a população como um todo possa acessar essa terapia facilmente, e que seja ainda mais indicada pelos profissionais da saúde.

No Brasil, a execução da acupuntura é livre e realizada por profissionais de nível técnico e especialistas de nível superior. A prática da acupuntura é obrigatória no sistema de saúde suplementar, conforme determinações da Agência Nacional de Saúde Suplementar, e ofertada pelo SUS (Sistema Único de Saúde) por profissionais especialistas conforme determina o Ministério da Saúde e a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares.  

A população pode ter segurança ao procurar um profissional acupunturista, ciente de que a acupuntura é uma excelente forma de terapia. Ela pode ser utilizada como o único recurso de tratamento ou de forma complementar ao tratamento que a pessoa já venha realizando, integrando o conhecimento biomédico ocidental com as terapias complementares. Essa, aliás, é uma tendência recente que os especialistas no tratamento da dor vêm adotando.

Uma das melhores formas de procurar um profissional que atue com acupuntura, ainda é através da indicação de amigos e familiares, bem como de outros profissionais da saúde. Caso a pessoa não tenha indicação, as Associações de Classe são uma alternativa confiável para a procura de uma boa recomendação A Associação Gaúcha dos Fisioterapeutas Acupunturistas (Agafisa), pode ser uma fonte de procura de profissionais fisioterapeutas especialistas em acupuntura.

Diego Diehl

+ artigos

Fisioterapeuta, especialista em Acupuntura e especializado em Quiropraxia. Membro da Associação Gaúcha dos Fisioterapeutas Acupunturistas (AGAFISA) e da International Association for the Study of Pain (IASP). Atualmente dedica seu estudo e prática clínica ao tratamento da dor.

site www.diegodiehl.com.br

twitter @Dr_DiegoDiehl

facebook /dr.diegodiehl

fone (51) 3013-1983

email diego@diegodiehl.com.br