por Ivete Costa

Hora de vencer. Feliz vida nova!

Cada um de nós traz em si sua beleza natural, uma riqueza praticamente desconhecida. Paisagens internas de luz, possibilidades, talentos e habilidades inexploradas. Mas, para chegar a este “lugar sagrado”, precisamos atravessar montanhas, encarar os dragões, enfrentar os fantasmas do medo, superar pré-conceitos, ilusões e as dores do passado.

Ao longo da nossa jornada, formamos nossa personalidade a partir das tendências da genética, do aprendizado no lar, na escola, em sociedade, através das mídias, leituras, músicas, memórias de vivências passadas, etc. Somos uma colcha de retalhos. Mas, chega um determinado momento, e cada um tem seu próprio momento e ritmo, que somos chamados à consciência. Esse chamado independe da nossa vontade consciente. Faz parte da evolução. Nascemos, para esta atual experiência de vida, através dos nossos pais e somos chamados ao renascimento para nascermos através de nós.

Tudo foi como foi. Nosso passado merece ser honrado, olhado com perdão e gratidão. Organizado na prateleira do tempo e espaço da nossa história. Deixar no passado o que pertence ao passado. Limpar e curar as dores, as mágoas, decepções, frustrações que fazem parte da jornada. Deixar no passado o sentimento de vitimismo, de revolta. Não brigar com o que foi. Deixar o passado descansar em paz.

Dessa forma, paramos de dar força e energia para o que foi e podemos reunir nossa energia e aplicá-la para o que queremos, na direção do agora, do presente.

Amém ao passado. Assim foi! Aqui jaz!

Respirar fundo e atravessar o vale do passado em direção à luz, o presente. Reconhecer aquilo que precisa ser modificado na sua conduta, no trato consigo mesmo e com os outros. Visitar os sonhos e ressignificar emoções e pensamentos. Dar nova direção para as atitudes. Simplificar a vida e as relações. Escolher novas crenças.

O que realmente você quer para sua vida? O que faz teus olhos brilharem? O sorriso surgir espontâneo, a saliva adocicar? Que vida você quer construir daqui para a frente? Qual sentido, valores e direção quer dar para seus próximos anos?

Não mais se deixar arrastar pela onda externa que quer decidir por nós. Somos nós os donos do nosso destino. Cada um responderá por si, por seus atos, escolhas e omissões. A escolha do caminho é pessoal e intransferível. Não estamos aqui por acaso. Nossa existência não é como uma folha jogada ao vento. Temos um propósito evolutivo a cumprir.

Aproveitar a energia de final de ciclo, final de ano, para fazer um balanço. Observar se a vida que você está vivendo está na direção da vida que você gostaria de viver. Seguimos, vida afora, ávidos, dispersos, ansiosos e agindo movidos pelo impulso e pelos chamados externos. Dia após dia, qual zumbis sem direção, seguindo a multidão.

Despertai! Somos muito mais do que estamos sendo. Podemos e merecemos ser mais. Temos pontos fracos à superar, tendências à vencer, talentos a serem descobertos, conquistas e aventuras à nossa espera, necessidades evolutivas de aprendizado e transformação.

Ivete Costa

+ artigos

Consultora em Gestão de Pessoas com especilização em Life Coaching – Sistema ISOR, Psicossíntese, Terapia Cognitivo-Comportamental e Constelação Familiar.