por Vanessa Friggo

Onde estou errando no amor?

Durante todo o tempo em que trabalho como terapeuta, pelo menos 80% dos casos que atendo, seja com oráculos ou terapias, são de pessoas sofrendo no amor.

E percebi que eu pouco escrevo sobre isso, focada em ajudar caso a caso...

Mas seu falar mais sobre esse assunto, pode ser que as pessoas consigam trabalhar o antes, ou seja, ao invés de tratar uma relação, criar uma relação que não precise ser tratada.

Como esse é um assunto muito longo e profundo, resolvi escrever aos poucos alguns pontos de atenção, para que possamos descobrir onde estamos errando e modificar isso.

Para começar, é importante dizer que somos seres que emitem energia, vibração essa que vai encontrar aquilo que lhe é familiar.

Então, se eu não acredito no amor para mim, o amor não virá, é isso que estamos gravando em nossa frequência. E vou atrair exatamente alguém que vai reforçar minha crença.

Fechando o ciclo, quanto mais eu vibro errado, mais eu atraio errado.

Dessa forma, são os nossos pensamentos e inconsciente que vão moldar nossa frequência energética. Por isso, dizem que somos aquilo que pensamos. 

Em termos práticos, sempre vamos agir de acordo com aquilo que pensamos. 

Se eu penso que não sou interessante, por isso não atraio o amor, vou fazer de tudo para me proteger. E quando eu saio com alguns amigos e existe ali alguém que eu me atraio, vou me retrair, na insegurança de esconder o meu “pior” e, com isso, passo a ser mesmo desinteressante, vou ficar calada, desconfortável, pouco interagir. Dessa forma, reforcei minha crença de que ninguém se interessa por mim.

Por isso, é importante olhar para dentro um minuto e descobrir qual o seu padrão, para depois mudar essa frequência. Se eu acredito que não tenho sorte no amor ou, como escuto muito, “tenho dedo podre”, vou provar a mim mesma que estou certa.

Isso significa que nossa mente comanda comportamentos e esses comportamentos  vão reforçar minha crença de que eu escolho errado, porque, de fato, estou escolhendo errado.

Energeticamente falando, você está vibrando na dor e irá encontrar eco para sua vibração.

Nós somos como antenas emitindo sinais e sintonizando com os que são familiares, enquanto eu não modificar isso em mim, irei continuar vivendo os mesmos ciclos.

Se você está sofrendo, algo está errado, e para mudar isso o trabalho deve ser olhar para si, se responsabilizar - não se culpar, mas entender que você é responsável por estar vivendo essa relação, por estar sozinha de novo, ou por nunca encontrar alguém que queira algo com você.

Sabendo disso, é bom sempre lembrar que é possível mudar! Você e mais ninguém é responsável pelas suas atitudes, então é você que vai buscar sua felicidade.

Com isso em mente, olhe para sua relação atual, ou a sua última relação, e pense quando foi a primeira vez nesse relacionamento que você se sentiu desconfortável, infeliz, desvalorizada.

Você irá ver que foi logo no começo, foi aí que você viu o que estava errado e quis apostar que poderia mudar isso, que aquela pessoa tinha N motivos para agir assim, que seria só investir para mudar essa situação.

Entendeu? Quando estamos sofrendo por amor, estamos criando desculpas para continuar vivendo isso.

Seja por medo de não encontrar alguém, ou por qualquer bloqueio, você está criando uma desculpa para não enxergar a realidade, está se relacionando como adolescente, e atraindo pessoas que também se relacionam assim.

E por que estou dizendo isso? Porque quanto antes você identificar seus padrões, vai identificar no outro o eco do seu padrão e pode pular fora. Sim, é preciso saber que nem todas as relações tem conserto.

Se você se interessou por alguém que logo de cara repete o padrão de comportamento, se pergunte por que você insiste nisso.

Olhe para si mesmo e veja o quanto você está fantasiando a pessoa e a relação, e tenha coragem e responsabilidade por você, mude seu padrão.

Vanessa Friggo

+ artigos

Em busca de levar a espiritualidade a quem me procura, trabalho visando o crescimento e felicidade das pessoas com amor e respeito.
Tenho inúmeras ferramentas que, ao longo dos anos, fui aprendendo, desenvolvendo entre elas: o Tarot, a Mesa Radiônica, Florais por Radiestesia, Pantáculos Pessoais, Meditação para criação de universo interior e descobertas simbólicas que chamo de Templo da Alma, Círculos Sagrados, Anjos, salmos, banhos, etc. Tudo isso ajuda no sentido de se conhecer, identificar e tratar os bloqueios, os círculos viciosos que muitas vezes vivemos sem nos dar conta.


- Terapeuta holística e oraculista com mais de 20 anos atendendo tanto presencialmente quanto a distância.
- Terapia dos Círculos Sagrados e Mandalas de chão.
- Terapia Universo Interior – Meditações direcionadas ao simbolismo pessoal e individual, trazendo do inconsciente informações sobre questões pessoais para que sejam tratadas e transmutadas.
- Astrologia
- Oráculos – Taro, baralho cigano e runas
- Mesa radiônica
- Reiki
- Magia Natural – banhos, ervas, cristais, elixires.
- Magia Cabalística – Anjos e Nomes Divinos

facebook Vanessa Friggo

fone (11) 99144 8054

blog Youtube