por Lilian Evangelista

Os signos do inverno - Capricórnio, Aquário e Peixes

E mais uma vez o inverno chegou. Exatamente as 13h38 (sem horário de verão) do dia 21 de junho de 2015, e vai terminar dia 23 de setembro, com o equinócio da primavera. Alguns dizem que esta é a estação mais elegante do ano, e é também marcado por um evento astronômico conhecido por Solstício de inverno, ou seja, o período em que o hemisfério norte está mais inclinado em direção ao sol. Assim também, o fim do inverno é marcado por outro fenômeno: o Equinócio de setembro, período o qual o sol incide com maior intensidade nas regiões próximas à linha do Equador.

Como sabemos, tudo no universo está ligado. Somos fragmentos de um mundo sempre em construção. Estações do ano interferem em nossa vida cotidiana radicalmente. E sempre foi assim. Desde os primórdios da criação. Nossa sabedoria evoluiu, mas conservamos em nós muito do que sempre existiu. São riquezas guardadas para sempre, às vezes esquecidas, mas que sempre podemos voltar a elas para nosso crescimento pessoal. E a natureza sempre tem algo a nos revelar, também em relação ao nosso signo. Segue aqui, de acordo com o que cada signo tem em sua essência, as relações que apresentam com o inverno e o que guardam de memória ancestral de comunidades agrárias com as restrições impostas pelo rigor do inverno.

Início do inverno e a sabedoria de Capricórnio
 

Antigamente, neste período quando o inverno chegava atingindo os pequenos grupos humanos do hemisfério norte, a sabedoria dos anciãos de cada tribo se fazia necessária. Sempre temos o que aprender com os mais velhos, e isto vem desde sempre. Eles nos ensinam o que já viveram, as experiências que já tiveram, do que deu certo e do que deu errado, enfim desde os primórdios, a experiência dos mais velhos sempre se fez primordial para a sobrevivência de um grupo, e no caso neste período, em que o frio se instala, aqueles que possuíam mais experiência, tomavam para si a responsabilidade de cuidar de cada um de seu grupo garantindo que todos estivessem bem até a próxima estação.

Hoje, ainda que estejamos em condições bem distintas, trazemos dentro de nós a memória deste período vivido, e o signo de Capricórnio nos remete a experiência de quem já viveu muito mais que nós, onde a cautela e a sabedoria são as suas principais características, fazendo deste período o momento de tomarmos consciência dos nossos limites, responsabilidades e deveres, pois caso contrário, colocamos em risco toda a confiança que depositam em nós.

Dentro do intenso frio do inverno, o idealismo de Aquário
 

Depois que o inverno se instalou, e tudo já foi pensado e organizado pelo Capricorniano, pouco há o que se fazer. Novamente voltando aos antigos grupos, com a neve endurecida, eles permitiam-se ficar fora de casa, e para se aquecer, a diversão e a dança eram uma maneira de aguardar e sonhar com a próxima primavera.

Qualquer um vindo de fora era visto como ameaça, mas a percepção deste alguém como ser humano, faziam com que se solidarizassem com ele, e o acolhiam e partilhavam o pouco que o inverno lhes permitiam ter. Por outro lado, este que vinha de fora, carregava experiência de suas viagens, outras culturas, enriquecendo o pequeno grupo com novas ideias e novas formas de enxergar a vida, fazendo-os perceber que o universo é bem maior do que eles imaginavam.

E isso se percebe hoje e desde sempre nos idealistas Aquarianos, onde as amizades e a solidariedade, são o sonho de integração universal.

Na umidade do frio, chega a hora de Peixes
 

Aqui o frio se associa a umidade, e nos antigos grupos sair do abrigo é sempre um risco, pelo degelo da neve, e com a escassez dos alimentos ocasionada pelo inverno, o jeito é se aconchegar uns aos outros, e dormir para economizar energia.

E aqui o homem sonha, e sente que estão todos em unidade. A sabedoria de Capricórnio os orientou, o idealismo de Aquário os uniu e fez crescer, agora chega a vez de Peixes para fazer perceber que tudo se concluiu, e uma nova percepção se forma. De que tudo precisa de um fim para que o novo se faça. Para os piscianos que é o signo que sintetiza todo esse processo, podemos renascer para uma nova fase mais criativa e evoluída por toda a experiência do inverno.

Lilian Evangelista

+ artigos

Escritora de coração. Casada, mãe de dois filhos. Um livro publicado no ano de 2014 "Entre anjos e flores" pela Editora Virtual Ânema. Atualmente escrevo em meu blog pessoal. "Descobri que as palavras são a minha revelação,e permitem que eu seja essa pessoa que se constrói e se desfaz, pois a cada nova palavra, um novo pensamento."