por Erickson Rosa

Pai: amar, perdoar, libertar

Certo dia, eu estava voltando de carro para casa e deparei-me com uma placa sobre o dia dos pais que dizia o seguinte: “Pai, nosso primeiro herói e exemplo”. Imediatamente pensei em todas as crianças que não têm pai. Muitas dessas crianças se sentem muito mal quando se lembram disso. Quando crescem, guardam muita mágoa de seus pais e isso as prejudica.

Todos nós temos um pai. Mesmo aqueles que não tiveram muito ou até mesmo nenhum contato têm uma ligação com seu pai, nem que seja a ligação genética. Mesmo que talvez não tenha contato com seu pai, você tem uma herança genética das características dele.

De modo geral, todos aqueles que tiveram um pai ausente (seja de forma física ou emocional) têm, em algum nível, mágoas relacionadas a esse abandono. Por isso, decidi escrever algo sobre isso, sobre como curar as raízes e qual a importância para sua vida de concretizar essa cura.

Para que entenda o que estou querendo falar, vou usar uma analogia muito bonita que aprendi sobre como cultivar uma folha. Sobre como deixar essa folha sadia e linda. Primeiro, pense que somos essa folha e que estamos cuidando dela. Contudo, de nada adiantará se tratarmos a folha, pois o que realmente devemos fazer é cuidar da raiz da árvore. As raízes da árvore nutrem a folha e a deixam saudável. Se queremos cuidar da folha, devemos tratar a raiz. Entretanto, sempre buscamos cuidar da folha sem buscar tratar as raízes. Dessa forma, não conseguimos alimentar a folha e inevitavelmente os problemas aparecem.

Curar a raiz significa perdoar em todas as direções de nosso coração. É limpar de nossa alma os venenos da raiva, do ódio, do rancor e da mágoa. Isso libera nosso coração e deixa nossa vida mais leve. Se não temos esse nível de compreensão, acabamos sofrendo diversas situações por não entender que a raiva e a mágoa presas em nosso interior se projetam em outras situações.

Uma pessoa que guarda mágoa de seu pai gera uma energia negativa que fica presa em seu interior. Quando alguma situação (ou pessoa) a lembra da figura de seu pai, ou a falta dessa figura, essa energia enfim é liberada trazendo muitos problemas para a pessoa.

Por exemplo, digamos que uma pessoa nutre pelo pai um sentimento de mágoa porque seu pai era uma pessoa distante emocionalmente. Aquilo está mal resolvido. Então, no momento em que ela se aproxima de alguém que se assemelha a seu pai e que se comporta de maneira distante, essa pessoa explode de raiva. Isso acontece porque nosso cérebro, para facilitar nossa vida, faz associações de situações. Ou seja, situações parecidas terão gatilhos emocionais e comportamentais nossos.

Porém, não precisamos ficar presos nesse ciclo de repetição. Basta que tratemos de nossas raízes. Basta que perdoe e que liberte seu coração dos problemas que carrega sem saber. Para isso, você pode fazer uma pequena oração para a pessoa que deseja perdoar, independente de onde essa pessoa esteja hoje. Dessa forma, você liberta seu coração de toda mágoa que ainda carrega até hoje.  

Se gostou desse artigo, compartilhe e permita que outras pessoas também possam se beneficiar com essa mensagem de perdão e amor. Um grande abraço e até o próximo artigo.

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.