por Paulo Bregantin

Quem é a felicidade?

Muito tem se pensado sobre o que é felicidade. Para mim, felicidade é alguém ou algo real e, como tal, se apresenta no tempo presente e com vestimentas de sabedoria e inteligência.

Não posso pensar em felicidade como objetivo, pois isso seria uma abstração intelectual.

Não posso pensar em felicidade através das conquistas, pois isso seria muito efêmero.

Não posso pensar em felicidade em coisas, pois todas elas terminariam, e eu ficaria em uma tremenda angústia.

Prefiro pensar que a felicidade seja algo ou alguém. Então, pense comigo e depois decida o que é felicidade para você:

A felicidade busca dentro do ser seu real valor.

A felicidade chega perto do coração pacificado.

A felicidade não se desvia dos que vivem em amor.

A felicidade conversa com os bem-humorados.

A felicidade corre atrás dos que desprezam as guerras.

A felicidade gosta de morar em corações aquietados.

A felicidade não morre de estresse.

A felicidade prefere viver com os que lutam para vencer a ansiedade.

A felicidade não se deixar enganar, sabe bem a hora de chegar e sair.

A felicidade se relaciona com o ser humano normal. Mesmo sabendo que não se é normal.

A felicidade é uma criança que, quando gosta de algo, pede para repetir.

A felicidade não tem dono. Ela é superindependente em suas ações.

A felicidade vive à procura de um coração angustiado. Somente para fazê-lo feliz.

A felicidade está sempre perto e atenta aos clamores dos seres humanos.

A felicidade existe.

Paulo Bregantin

+ artigos

Mais de 25 anos dedicado ao cuidado de pessoas, sendo Psicanalista Clínico e escritor com várias obras publicadas. Atua nas redes sociais como dono, gerenciando a página Paulo Bregantin e o Grupo Psicanálise Integrativa.

facebook /Paulo-Bregantin