por Ivete Costa

Saiba como lidar com a separação

Quando a separação ocorre, ela vem como resultado de vários atritos não resolvidos ou mal resolvidos, que, ao longo dos anos, vão se transformando em mágoas, críticas, acusações, decepções. 

É difícil aceitar que o casamento está em crise e que o rompimento acontecerá. Casamos com a certeza de sermos felizes, construir um lar, uma família, um amor.

Toda separação traz em si um sentimento de desamparo, fracasso, alguma culpa, arrependimento e muitas dúvidas: “será que?”; “e se...?”; “por quê?”.

Durante o casamento, sonhamos juntos, planejamos juntos, projetamos nossos sonhos na vida conjugal. Quando ocorre a separação, surgem as frustrações e o sentimento de estar perdido: “e agora?”.

O passo seguinte é buscar ajuda judiciária: separar de fato. O casal está ferido, com várias situações mal resolvidas e este momento pode ser terrível, com muitas brigas.
É comum o casal, ou um dos cônjuges, usar os bens materiais e os filhos como instrumentos de tortura e vingança.

A falência do casamento não se dá de uma outra para outra. Na maioria dos casos, a separação vai acontecendo todos os dias, durante o casamento. 

Diminuem os beijos; Diminuem os carinhos; O sexo vai ficando “automatizado”; O diálogo vai ficando impessoal: fala-se das contas, dos filhos, da casa, dos outros e pouco de si mesmo e do relacionamento; Diminuem os elogios; Diminuem as tentativas carinhosas em agradar; Não se envia mais torpedos, e-mails e recados picantes e amorosos; Os passeios a dois diminuem; O namoro perde o lugar para o Jornal Nacional...

Para superar a crise da separação a pessoa precisa reagir e buscar auxílio, caso não se sinta forte o suficiente para lidar com a situação sozinha.

Costumo dizer que o casal deveria fazer terapia quando decide se separar. Seria menos doloroso para ambos e para os filhos. 

Algumas dicas para amenizar a dor da separação:

- Evite o isolamento;
- Acredite, a vida não acabou. Esta nuvem negra sobre a sua cabeça logo dará lugar ao sol;
- Buscar, imediatamente, um novo parceiro não aliviará sua dor. Viva o luto da separação, busque ajuda para a cicatrização da perda;
- Buscar um novo parceiro para se vingar do anterior ou causar ciúme, pode trazer resultados desastrosos;
- Aproveite a liberdade para fazer coisas novas, mais lazer, reencontrar amigos, conhecer novos amigos;
- O casamento não acabou por sua culpa. Assuma somente a parcela de responsabilidade que lhe cabe;
- Não envolva os filhos criando uma disputa emocional. O amor dos filhos não entra na separação;
- Deixe o passado no passado.

Confie sempre, não perca a tua fé no amor. Ainda que o teu coração esteja dolorido, erga a cabeça e siga em frente.

Tudo passa, tudo se renova. Confia! Eleva o teu olhar, se dê um abraço e caminha. Conta com aqueles que te amam.

Ivete Costa

+ artigos

Consultora em Gestão de Pessoas com especilização em Life Coaching – Sistema ISOR, Psicossíntese, Terapia Cognitivo-Comportamental e Constelação Familiar.