por Vinícius Francis

Soluções – Parte 2

Começamos a falar sobre soluções no primeiro texto, tocando no assunto “pensamentos”. Porque, é impossível alguma mudança promissora de fato ocorrer se o pensamento, que é a base da criação na nossa realidade, não mudar. Tudo começa nele, emoções são provocadas por pensamentos. Crenças também. Porque de tanto você pensar em algo e sentir determinada emoção, aquilo vai se assentando em seu subconsciente. E informações impregnadas no inconsciente, nada mais são que crenças.

Mas, ok, até aí, acho que está bem claro, aliás, todos nós que estudamos autoconhecimento e leis da vida já sacamos essas coisas, pelo menos a maioria. Só que a gente precisa tocar num ponto essencial aqui, que é o empenho. E eu pergunto a você: O quanto tem se empenhado por suas mudanças? O tamanho do empenho deve ser proporcional à vontade de mudar.

E por isso, muitas vezes não vemos soluções, porque simplesmente, não nos empenhamos o suficiente por elas. Claro, brasileiro, principalmente, adora “querer”. É uma doença, quer tudo, quer mudar de vida, quer relacionamentos legais, prosperidade, sucesso e tal. Mas, na hora de fazer algo pra mudar isso, não tem empenho equivalente. Tem esforço, e muito. Sabia que são duas coisas bem diferentes? Empenho é ação efetiva, inteligente, propulsora e promissora em relação a algo, esforço é fazer força para conseguir alguma coisa. E nem sempre, ou quase nunca, o esforço resolve.

 

O esforço caminha com a ansiedade, expectativa, e isso em demasia avacalha tudo. Porque a energia gasta na tal da ansiedade é terrivelmente desperdiçada. No empenho a gente não fica ansioso, louco pra conseguir aquilo. Sabemos que a conquista de tudo envolve passos, métodos, caminhos. E empenho significa subir os degraus disso, de forma equilibrada e assertiva. Esforço não, esse aí deixa a gente desorientado tentando a todo custo chegar lá.

Ei, como é que você pensa que vai chegar lá nessa ansiedade toda? Sendo que para chegar lá é preciso evitar estados interiores que resistem ao crescimento? E ansiedade é um deles. Ansiedade é medo, de dar errado, de não conseguir. Observe aí quantas vezes você fica naquela de “Ai meu Deus, eu preciso viver isso logo antes de ficar velho!”. Tenho certeza que você faz isso. Só que essas posturas te prejudicam seriamente. 

O esforço queima a sua energia e logo você fica fraco, frustrado, insatisfeito, como uma bola murcha. E disso para a depressão é um passo. Só que os ansiosos que se esforçam desmedidamente e dão o sangue para conseguir vencer na vida não percebem que a maioria desses esforços não são funcionais, porque os resultados não estão vindo. Aí, ao invés de largar aquilo e tentar de outro jeito, não. Fazem mais força ainda porque acham que o esforço está pouco. 

E o empenho? Pois é, sumiu! E atitudes promissoras e de crescimento faltam. Porque a ansiedade é tanta que mal consegue pensar em métodos eficientes para ter bons resultados. E se você quer mudar de vida, precisa se empenhar. Esforço? Sim, às vezes precisa um pouco, mas sem exageros. Empenho é ser produtivo, é fazer do tempo um aliado no aprendizado. Se você medita uma vez por semana, vai passar a meditar duas, três vezes. Isso é empenho, produzir mais. 

É só organizar o tempo que dá sim. Se você orava uma vez por dia, vai orar três, de manhã, à tarde e à noite, oração de gratidão, não é aquelas coisas de ficar pedindo favores a Deus. Se você estudava por meia hora sobre espiritualidade e lia um texto só por dia, vai ler dois, três, quatro, cinco, quantos der e quantos conseguir absorver. Ao invés de ficar perdendo horas com a amiga (o) falando do namorado (a), de Deus e do mundo, gaste esse tempo aprendendo, buscando crescer. Afinal o tempo passa, somos eternos, mas esta vida não. Você pode até não querer se empenhar mais, mas a verdade é que independente disso sua vida aqui está passando e quem vai pagar a conta no final, é você. Reflita, Trabalhe mais por si mesmo.

Seja feliz!

Confira também: Parte 1 • Parte 2

Vinícius Francis

+ artigos

Vinícius Francis, escritor, canalizador e terapeuta metafísico, cujo trabalho desenvolve-se com base na psicologia humana, espiritualidade, leis do Universo e magia branca, com o objetivo de despertar a consciência divina e resgatar a essência do ser, ofuscada pela educação social e religiosa distorcida.
Sua filosofia de vida é pautada numa espiritualidade independente, onde a felicidade e bem estar são o alicerce de uma vida rica e satisfatória.
Loja Virtual: os-filhos-da-alva.blogspot.com.br