por Giovanna Sapienza

Trabalhando o nervosismo e a agressividade

Hoje vamos falar um pouco sobre nervosismo e agressividade. Estes são dois sentimentos que todos nós, reles mortais, estamos à mercê. Com o estilo de vida apressado e materialista que somos condicionados a levar, ficamos mais suscetíveis, sofrendo com a grande pressão e vulnerabilidade de nossos estados sentimentais.
 
Mesmo nos conservando bem e sorridentes, com a primeira presença de uma dificuldade no trabalho ou uma pequena discussão no trânsito, já saltamos para um pico emocional nocivo, normalmente conectado a estas duas emoções. 

Trabalhe sua mente e suas emoções diariamente. Mude a sua vida!

 
Antes de qualquer coisa quero lembrar que para mudarmos nossas vidas precisamos mudar nossa forma de enxergar as coisas e, principalmente, nossas ações. Responder com agressividade as situações e conservar o nervosismo dentro de nós não resolverá qualquer problema, muito pelo contrário, irá piorar ainda mais a situação.
 
Mecanismo do cérebro
 

Apesar destes comportamentos serem automáticos, precisamos nos esforçar para eliminarmos (aos poucos) estas reações de nosso dia a dia. O nervosismo, a ansiedade e a resposta agressiva são mecanismos de defesa e proteção que nosso cérebro adota para a autopreservação. Com a rotina estafante e acelerada, estas respostas acabam armazenadas no nosso “piloto automático” e quando percebemos já agimos com agressividade ou de forma irritadiça.
 
Se analisarmos bem e com racionalidade perceberemos que estes comportamentos não nos levam a lugar algum. Eles não resolvem nossos problemas e ainda por cima nos levam a um pico emocional completamente nocivo e desestruturado, tornando muito mais difícil recobrarmos nosso equilíbrio e serenidade. Sabendo e compreendendo a fatalidade destas reações, precisamos trabalhar nossa mente e nossas respostas emocionais diariamente.
 
Fazendo novas opções
 
Quando decidimos ter uma vida nova optamos por novas ações e um novo modo de agir. Partindo deste princípio comece a raciocinar antes de qualquer resposta ou reação diante dos problemas, perceba-se. Ao sinal de qualquer dificuldade, respire e procure conter a resposta direta e pense mais a respeito. Pense se aquela situação realmente exige uma resposta desequilibrada, se você não pode simplesmente colocar seu ponto de vista e trabalhar este processo de maneira mais saudável. Muitas vezes até o ato de ignorar a situação te ajuda muito mais do que uma resposta atravessada. Sempre lembrando que quando temos uma reação agressiva ou nervosa os mais prejudicados de toda a história somos nós.
 
Pense nisso!

 

Giovanna Sapienza

+ artigos

Terapeuta Holística, Jornalista e espiritualista, fundadora do projeto Saber Pleno. Amante de arte, comunicação e natureza, já estuda espiritualidade e novos caminhos para saúde e bem estar há 5 anos. Acredita muito nas relações pessoais, nos processos energéticos e nos bons sentimentos como caminho para uma vida feliz.

Frase de cabeceira: “A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.”