por Silvia Malamud

Você já teve paralisia ou catalepsia do sono?

A paralisia do sono acontece quando a pessoa desperta, mas seu cérebro ainda não está conectado neurologicamente com os seus mecanismos corporais de ação. Ocorre alguns instantes antes do despertar ou do dormir. As pessoas ainda em estado de torpor, normalmente ficam agoniadas por se perceberem como prisioneiras dentro de seus próprios corpos imobilizados. Por vezes tentam gritar, mas não conseguem emitir som algum, tentam se mexer, porém nada acontece.

Quando ainda não se tem conhecimento de que este estado dura apenas alguns poucos segundos, e a maioria das pessoas definitivamente ainda não tem essa sabedoria, muita agonia e sofrimento acabam ocorrendo durante esses breves períodos. Nesses momentos, a melhor ideia é aproveitar e observar com atenção as sensações e o ambiente onde estamos. Com a consciência meio aqui e meio lá, este fenômeno embora ocorra todas as noites com todos nós antes de acordarmos, raramente é vivenciado de modo consciente.

Quando não se tem conhecimento, a situação fica muito perturbadora, já que o corpo todo encontra-se literalmente paralisado e a consciência não é capaz de fazer um movimento sequer. Ocorre que quando se está acordando ou quase dormindo, além da paralisação, ainda acontecem outras diversas sensações. Entre o estado de sono e da vigília, com a percepção bastante alterada, é comum ouvir sons, sirenes , vozes e ver imagens que podem assustar bastante os desavisados.

O importante a saber é que este estado não oferece nenhum tipo de perigo e, que pode servir como um portal para aqueles que estiverem atentos e tranquilos, podendo ativar os sonhos lúcidos ou os sonhos transcendentes. Para tanto, o exercício durante esses momentos é se acalmar, buscando ultrapassar todo e qualquer medo. A partir daí, perceber o corpo, a respiração e começar a imaginar um alvo em um cenário onde se deseja estar com a consciência ativa.

Na visão espiritual, o termo utilizado para este tipo de paralisia breve, que ocorre antes do despertar ou mesmo quando se está quase pegando no sono, é catalepsia projetiva. De acordo com este entendimento, isso seria a consciência da transição do corpo físico para o espiritual e vice-versa.

Ainda em conjunto e mesmo de modo independente, por vezes também existe uma sensação de vibração que percorre o corpo inteiro como se fosse uma espécie de corrente elétrica. Muitos indivíduos que praticam técnicas para vivenciarem a conhecida viagem astral, ou experiência fora do corpo, ativam esse estado como um prenúncio do despertar “para outro lado”.

Penso que estes movimentos são alterações de percepções que todos nós podemos ter e usufruir sem medo, desde que tenhamos conhecimento que são passíveis de ocorrer e que a partir disso, possamos tirar proveito para nos conhecermos mais e mais de forma diferente do usual e do que nos foi ensinado no mundo ocidental, de modo bastante reduzido a cerca do universo dos sonhos.

Hoje a física quântica está abrindo a mente de muitos para novas perspectivas existenciais. Outras culturas há tempos ditam essas possibilidades, mas sempre foram vistas como primitivas...Será?

Silvia Malamud

+ artigos

Silvia Malamud é psicóloga clínica, terapeuta certificada em EMDR e Brainspotting, especialista em sonhos e autora do livro "Projeto Secreto Universos" e "Sequestradores de Almas" da Editora Gente.