por Ellen Mützemberg

A Copa das Copas

Em dias de jogo do Brasil, o país inteiro para. Lojas, mercados, bares lotados, ruas bloqueadas, buzinas por todo o lado, vuvuzelas deixando as pessoas surdas e a roupa vira o uniforme do dia, verde e amarelo. 


Tão bom seria se o povo brasileiro fosse tão unido todos os dias como ele é em dias de futebol, tão bom seria se o povo brasileiro fosse sempre otimista como ele é em dias de jogo do Brasil, tão bom seria se o povo fosse sempre trabalhar com a motivação que tem quando sabe que irão sair mais cedo do serviço.


É Copa do Mundo aqui em nosso país, como não se emocionar? Como não gritar até ficar rouco? Como não “xingar” o juiz ou os próprios jogadores quando achamos que algo foi errado? 


O que quero dizer é que, depois de tudo o que vi e ouvi, posso afirmar que o Brasil é o país do futebol apesar de ele não ter nascido aqui. 
É impressionante o entusiasmo dos torcedores, as vibrações positivas, e acho que se a nossa torcida continuar do jeito que está, dando apoio e incentivando a seleção brasileira, arrisco-me a dizer que podemos ir longe.

Podemos até conquistar o Hexa. E aquela outra parte da população que estava dizendo que iria parar o Brasil na Copa, iria fazer greve, protestos, dizia que iria deixar de ir aos estádios, e se fossem, iria ficar de costas na hora do hino nacional... (silêncio e observe) estão hoje gritando “VAI BRASIL!”, cantam o hino à capela, torcem com toda a garra que têm, se vestem de verde e amarelo, compram bombas e fogos de artifício, cornetas e claro, se juntam aos fiéis torcedores que desde o início tiveram o pensamento de apoiar o país em que vivem, o país, que apesar de todos os problemas com a política, acolhe cada um que mora nele.

 
Eu, como brasileira, tenho muito orgulho e honro com as minhas palavras quando digo que amo o meu país. Problemas com política, todo país tem, isso não é novidade pra ninguém, sempre fomos roubados e não é na Copa que temos que abrir a boca e tomar alguma atitude, é no dia das eleições, que cá entre nós, estamos sem opção pra votar, mas como dizem, isso é democracia, ainda assim temos a chance de escolher o nosso presidente. 


Então, torça, incentive, apóie a nossa seleção brasileira, enquanto você não sair daqui para ver como funciona os outros países, vai continuar reclamando e meu amigo, o Brasil é o paraíso e você só sabe reclamar de barriga cheia, cospe no prato em que come.


A hipocrisia existe. Difícil é o povo assumir o que diz e fazer o que fala. Julgar o próprio país, falar mal, dizer que não tem orgulho em ser brasileiro, mas no dia do jogo estar “enchendo a cara”, cantar o hino, e dizer em alto e bom som “SOU BRASILEIRO COM MUITO ORGULHO, COM MUITO AMOR” é fácil não é? Hipócritas.

 

 

Ellen Mützemberg

+ artigos

Estudante de jornalismo, apaixonada pela leitura e por consequência disso, acaba tendo uma coleção de livros. Nas horas vagas procura tirar fotografias. O que não pode faltar em sua bolsa e no seu dia a dia é um bom livro.

email ellen.mutz@live.com

instagram @ellenmutz