por Erickson Rosa

A depressão e o Sol nascente

Você sabia que a depressão tem muito a ver com o nascer e o pôr do sol? Sim, eu sei que parece estranho, mas elas têm muito em comum. Vamos começar falando sobre a depressão e a pesquisa de um famoso psiquiatra norte americano chamado Aaron Beck.

O Doutor Beck realizou vários testes sobre depressão e através de suas pesquisas desenvolveu a Terapia Cognitiva Comportamental para Depressão. Essa terapia trouxe muitos benefícios para as pessoas que sofriam desse mal. Beck identificou que a depressão fazia com que o sujeito tivesse distorções em suas crenças e formas de enxergar a si mesmo e o mundo. Ele classificou em 3 tipos de visões diferentes, ao que chamou de tríade cognitiva. As 3 visões da tríade são: visão de si mesmo, visão do mundo e dos outros e a visão do futuro.

O depressivo possui a visão de si mesmo como uma pessoa fraca, falha e sem força. Na visão do mundo e dos outros, a pessoa crê que o mundo é um lugar ruim e as pessoas são frias e distantes. Já na visão do futuro, a pessoa não enxerga possibilidade de mudança. Acredita que nada vai mudar e que as coisas serão sempre iguais.

Mas o que isso tem a ver com o nascer e pôr do sol?

Acontece que esses três tipos de visões não são realmente a verdade. É como o nascer e o pôr do sol. No fundo sabemos que o sol não nasce no horizonte, na verdade, é a Terra que gira e promove esse efeito. Com a depressão ocorre a mesma coisa. Às vezes temos a impressão que o mundo é um lugar feio e ruim, mas isso não é a verdade. Temos a percepção e a sensação de que as coisas nunca se resolverão e que o sofrimento durará para sempre. Entretanto, é uma percepção errônea da mesma forma quando olhamos para o sol e dizemos que ele nasce no Leste e se põe no Oeste. O sol sempre esteve ali, mas temos a percepção por causa da rotação da Terra que ele nasce.

Muitas vezes temos essa percepção errônea da tríade cognitiva. Acreditamos que não temos força, que os outros são ameaçadores e que o futuro é um lugar incerto. Mas isso é apenas uma percepção, uma sensação que temos por causa dos acontecimentos ao nosso redor. Beck diz que buscamos confirmar as nossas crenças na realidade. Isso significa que se uma pessoa acredita que sempre é abandonada, buscará confirmar essa crença de maneira inconsciente, se relacionando com pessoas que a abandonam, ou seja, se autossabotando.

A percepção errônea da realidade é como a percepção e sensação errônea que temos no nascer do sol. Quando o olhamos no horizonte, achamos que ele está nascendo, mas a verdade é que não há horizonte e nem nascimento. A visão da depressão faz com que a pessoa enxergue um mundo cinza e as situações mais negativas. O seu foco está alterado para as coisas negativas.

Porém, podemos sair desse foco quando entendemos que a realidade é construída a partir de nossa percepção. Para alterar essa percepção, podemos buscar evidências contrárias à nossa visão. Falar com pessoas se o nosso pensamento está certo e compreender que os pensamentos negativos que surgem são apenas pensamentos e que não precisam ser a verdade. Use isso quando sentir a tristeza atingir seu coração e sentir que a esperança se esvaiu. Olhe para o nascer ou o pôr do sol e veja que assim como é um engano pensar que o sol está no horizonte, é um engano pensar que nada mudará e que a felicidade nunca chegará. Nada dura para sempre, nem o sofrimento. 

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.