por Regine Luise

O amor da sua vida pode estar no Badoo

Hoje em dia é cada vez mais comum a busca por um parceiro (a) nas redes de relacionamentos virtuais. Alguns contra, outros a favor. Uns querendo conversar, outros namorar. No fim das contas, todos estão lá.

No final do ano, a busca por uma companhia é maior. Seja em uma roda de amigos, em um barzinho tomando cerveja, durante uma dança na balada, na academia ou em um site de relacionamento. O fato é que o fim de ano faz com que as pessoas queiram ficar mais perto. O espírito natalino aproxima e aquece os corações em meio à multidão.

Acho que o Tinder e o Badoo propiciam um clímax de paquera (se bem utilizado), ambos são redes que permitem procurar pessoas com perfis parecidos e localização próxima, isso de acordo com as suas preferências. Não importa se o cara mora perto ou longe, isso não diminui em nada o frio na barriga, o suor das mãos e a expectativa de conhecer pessoalmente aquele que você conversa há semanas por detrás da telinha de um celular.

O primeiro encontro. Um grande momento tanto para os homens, quanto para as mulheres. É a junção de uma expectativa alimentada dia após dia, conversa após conversa, foto após foto. A conquista é um processo e nesse jogo, cada um joga com as armas que tem. Muitos escondem os defeitos, outros inventam qualidades. Alguns falam a verdade, outros querem inventar uma realidade. Atrás de um PC, ou tela do celular, você pode ser quem quiser. Através de uma ligação, você pode falar o que quer. Só que pessoalmente, ao vivo, em cores e com olhos nos olhos é que as verdades vêm à tona. É nesse momento que as pessoas tomam forma, ganham altura, imprimem seu cheiro.

Provavelmente (e como tudo mundo), você terá encontros desagradáveis. Não vai curtir o papo do cara, não achará ele bonito e perceberá que não tem afinidades em comum. Isso acontece com frequência, mas não pode deixar que você desista ou se iniba de conhecer outras pessoas.

Já ouviu falar naquela história de se apaixonar pela pessoa que não é dos seus sonhos? Sabe aquele cara que você sempre quis, sempre pediu a Deus? Então, não é ele o homem da sua vida. Pelo contrário. Você vai se apaixonar por um cara que aparentemente não tem nada a ver com você.

Ele vai ter olhos verdes e não pretos como jabuticaba. Ele vai preferir hip hop, rockroll ou reggae e não vai saber dançar sertanejo ou pagode, como você queria. Ele vai resmungar quando você quiser ir para a balada e vai te convencer a curtir um churras com os amigos dele e depois participar de um campeonato de vídeo game. Ele não será poeta, nem artista, nem jornalista e nem vai gostar de humanas, mas vai ser um gênio em química e física e vai rir quando você disser que odeia essa história de prótons e elétrons.

Você vai ficar surpresa quando descobrir que ele é cheio de piercings, tatuagens e o estilo totalmente alternativo dele não vai fazer diferença nenhuma porque ele vai te conquistar em cada conversa, em cada olhar, em cada toque.

Você não vai acreditar quando ele não for nada daquilo que você esperava, só que vai ser muito mais do que você precisa. A astrologia dirá que seus signos não combinam, só que será no dia a dia que ele vai provar o contrário.

Suas amigas darão risada quando você apresentá-lo em uma noite de karaokê e contar que o conheceu no Badoo. Você vai ficar encantada em como um desconhecido pode chegar tão de repente e mudar a sua vida completamente. E, depois que tiver vontade de andar de skate, praticar algum esporte radical e se pegar assistindo um jogo de futebol, saberá que aprendeu a gostar das mesmas coisas que ele.

Você ficará surpresa em como o Papai Noel pode ser bom. Em como ele pode te dar um presente de natal que você não julgava mais conseguir receber. Vai mudar de ideia quanto ao ano acabar logo e vai querer aproveitar o mês de dezembro inteiro ao lado dele e vai pedir mais.

Ah, garota. Você nem sabe o que te espera. Porém, só poderá descobrir tudo isso, depois que se livrar desses medos e dar chance ao novo. Em conhecer alguém novo. Tem um mundão de surpresas esperando por você, logo depois do primeiro encontro.

Regine Luise

+ artigos

Jornalista, poeta e romântica nas horas vagas. Regine Luise ama, doa, sonha, dramatiza, sorri, chora e escreve. Não necessariamente nessa ordem.