por Suzy Reigado Ferreira

Beleza também cura - Parte 1

Nesta série “Beleza também cura” irei destacar uma porção de benefícios do consumo de flores e ervas medicinais em nossa alimentação diária.

Na maior parte do tempo associamos sempre a função das flores à de embelezar os ambientes, quer seja por seu aroma, sua forma ou sob um gosto especial. Aprendemos quando crianças receitas sobre ervas populares que nossas mães nos davam para amenizar gases, acalmar ou até melhorar nossa digestão através da erva-doce, cidreira ou hortelã – eu, particularmente acho que estas ervas têm cheiro de “mãe”, que só em pensá-las nos curam. 

 

Sobre a planta:

Planta da família das Tropeoláceas. Também conhecida como agrião-do-méxico, agrião-grande-do-peru, agrião-maior-da-índia, capuchinha-de-flores-grandes, capuchinha-grande, chagas, flor-de-chagas, capuchinha, capuchinho, chagas-de-flores-grandes, chagas-da miúda, cinco-chagas, coxearia-dos-jardins, colearia-dos-jardins, curculiare, flor-de-sangue, mastruço, mastruço-do-peru, nastúrcio, nastúrio, sapatinho-do-diabo.

Origem: Peru e México.

Princípio ativo: Glucosinolatos - glucotropaeolina que se transforma em isotiocianeto de benzila; Vitamina C; Curcubita-cinas B e E; Ácidos graxos: ácido erúcico, ácido 11 cis-eiconsenico, ácido oleico, acido clorogênico; Oxalatos; Flavonoides: isoquercetina, glicosídeosquercetinicos, pelargonidina, caempferol; Óleos essenciais: benzil-mustardico; Carotenoides: luteína e xavantina; Glicosídeos sulfurados; Sais minerais: ferro, cálcio, enxofre, iodo, potássio; Açucares: maltose, glicose e frutose; Miosina; Resinas; Pigmentos; Pectina; Substâncias bactericidas.

Propriedades medicinais: diurética,anti-reumática, antiofídica, diaforética, pulmonar, laxante e anti-inflamatória das vias urinárias.

Modo de conservar: De preferência utilizar as folhas frescas, botões florais e flores. Pode-se também secá-las à sombra em local ventilado e sem umidade. Guardar em sacos de papel ou de pano.

Indicações: Folhas e flores ricas em vitamina C, que combate bronquites e é expectorante. Ante-cataral, combate queda de cabelos, previne prisão de ventre e é bom para a pele. Também abre o apetite, facilita a digestão, são calmantes e trata de infecções urinárias.

Dosagem: Atualmente foi valorizada principalmente pelos restaurantes finos que servem suas folhas e flores em saladas nutritivas e atraentes. Sua folha contém grandes quantidades de vitamina C com reconhecidas propriedades antiescorbúticas. Comer suas folhas e flores cruas em saladas ajuda a combater o início da gripe, abre o apetite e favorece a digestão. O suco das folhas auxilia na expectoração, ajudando a acalmar a tosse. Se consumida à noite, atua contra a insônia. O sabor das folhas e flores lembra o agrião e as sementes, conservadas em vinagre, são conhecidas como “alcaparra dos pobres” e podem perfeitamente substituir a própria na preparação de pratos.

Modo de usar: 

Suco fresco: expectorante e calmante.

Infusão: 4 colheres de sopa de folhas picadas ou 2 de sementes em 1 litro de água; Tomar 3 a 4 xícaras de chá ao dia; Em uso externo, reduzir a quantidade de água à metade.

Pó dos frutos secos: é purgativo (para eliminação de gases)

Afecções pulmonares; expectorante: Em um pilão, coloque 2 colheres de sopa de folhas frescas; Amasse bem e, em seguida, adicione 1 xícara de chá de leite quente; Coe em uma peneira; Tome 1 xícara de chá, 2 vezes ao dia, podendo ser adoçado com mel.

Diurético; desinfetante das vias urinárias: Em 1 xícara de chá, coloque 1 colher de sopa de folhas frescas ou secas picadas e adicione água fervente; Abafe por 10 minutos e coe; Tome 1 xícara de chá, 2 vezes ao dia; Recomenda-se não tomar este infuso após às 17h00.

Alimento nutritivo: Em um recipiente, coloque 1 punhado de folhas e flores frescaspicadas, 1 cebola média picada, 1 maçã picada e 1 xícara de chá de trigo para quibe já preparado; Tempere com sal e limão; Consumir antes das principais refeições.

Fortalecimentodo couro cabeludo - cabelos fortes e brilhantes: Crescimento e prevenção da queda de cabelo. 

Receita loção: Em um pilão, coloque 2 colheres de sopa de folhas frescas de capuchinha e 2 colheres de sopa de folha frescas de bardana; Amasse bem e acrescente 1 xícara de chá de álcool de cereais a 80%; Deixe em maceração por 5 dias; Coe em um pano, espremendo bem; Aplique a loção no couro cabeludo, fazendo uma ligeira fricção; Espere 5 minutos e enxágue com água morna; Repita 1 vez por semana, até os sintomas melhorarem.

 

Sobre a planta:

Conhecida popularmente também como margaça, camomila-vulgar, camomila-comum, macela-nobre, macela-galega, camomila romana, camomila germânica, pode ser utilizada para o tratamento natural de um vasto leque de males.

Origem: Matricária vem do latim matriz, referindo-se ao útero, porque os povos antigos a usavam em afecções uterinas (Teske, 1994). 

Para que serve: Irritações cutâneas, resfriados, inflamações nasais, diarreia, insônia, ansiedade e dificuldade para dormir.

Princípio ativo: Rica em flavonoides e cumarina, a camomila tem ação estimulante na cicatrização, é antibacteriana, anti-inflamatória, antiespasmódica e calmante. Óleo Essencial – camazuleno, α-bisabolol, óxidos de bisabololA, B e C, óxido de bisabolon; Flavonóides – apigenina, luteolol, apigenol, quercetol; Cumarinas – umbelierona e hierniarina; Mucilagens; LactonasSesquiterpênicas(princípios amargos) – matricina, matricarina, percussores do camazuleno; Sais Minerais.

Modo de usar: 

Inalação: acrescente 6 colheres de chá de flores da erva numa taça com 1,5 litros de água fervente; Coloque o rosto sobre a taça e cubra a cabeça com uma toalha grande; Exponha-se ao vapor durante 10 minutos; As inalações devem ser feitas 2 a 3 vezes por dia.

Chá: acrescente 2 a 3 colheres de chá de flores secas de camomila em uma xícara e adicione água fervente; Espere por alguns minutos e tome em seguida.

Compressa: Acrescente de 3 a 10 gramas de flores secas de camomila em 100 ml de água fervente;Deixe em infusão durante 5 minutos, coe e aplique na região afetada com uma compressa limpa até a melhora dos sintomas.

Aparelho digestivo: É especialmente boa para melhorar a digestão, favorecer a expulsão dos gases intestinais, aliviar dores estomacais, evitar náuseas ou vômitos e para o tratamento de outras doenças como cólicas, gastrites e úlceras gástricas.

Nervosismo e insônia: Suas propriedades sedativas são suaves e até ajudam a aliviar alguns dos sintomas produzidos pela depressão ou estresse.

Colesterol: Ajuda a baixar os níveis altos de colesterol por possuir a vitamina colina, que favorece a eliminação de gorduras do sangue e também ajuda a aliviar as dores menstruais, bem como os espasmos que podem ocorrer nos dias anteriores à menstruação.

Olhos: Com propriedades anti-inflamatórias e antissépticas, é uma erva muito boa para curar condições ou doenças oculares como conjuntivites, terçóis, olhos cansados, miopias, entre outras. 

Articulações: Utilizada para reduzir as dores articulares, também é usada como enxágue bucal para aliviar dores de dente ou curar feridas na boca.

Pele e cabelos: Os cremes faciais e nutritivos à base de camomila ajudam a eliminar as impurezas da pele e tratar as irritações. Contém propriedades que atuam contra a coceira do couro cabeludo, a descamação e também deixa um brilho especial no cabelo. 

Efeitos colaterais / Contra indicações: Não deve ser utilizada em caso de tratamento com radioterapia, pois pode interferir na sua eficácia.

Confira também: Parte 1 • Parte 2 • Parte 3 • Parte 4 • Parte 5 • Parte 6

Suzy Reigado Ferreira

+ artigos

Terapeuta Naturista, numeróloga presta assessoria em mapas pessoais e empresariais. Psicoterapeuta com especializações em: Acupuntura, Florais, Massagens Terapêuticas, Estética, Cromoterapia e Reiki. Formação Acadêmica Licenciatura Plena Artes Plásticas (FAAP). Diretora de Arte, Ilustradora de livros didáticos e paradidáticos e Professora de Mandalas.