por Erickson Rosa

Como não deixar que os outros tirem a sua paz

Todo o mundo já passou por uma situação mais ou menos assim:

Você acorda de bem com a vida e tudo está muito bem. Entretanto, basta que seu colega, chefe ou cônjuge fale alguma coisa que lhe ofenda e deu. Seu mundo acabou. Uma outra pessoa acaba tirando sua paz.

Porém, podemos não deixar que isso aconteça. Temos a capacidade de não reagir às provocações e aos ataques verbais, impedindo que sua paz interior seja abalada. Nesse artigo, vou ensinar algumas estratégias para você fazer isso.

Mas por que permitimos que a ação do outro retire nossa paz?

Somos treinados desde crianças a sermos responsivos aos estímulos. Se alguém fala mal ou agride você, é provável que não deixe isso barato. Somos ensinados a responder, a fazer valer nossos direitos e a atacar quem nos ofende. Sempre queremos ter uma resposta na ponta da língua. Essa necessidade de resposta já é nossa paz sendo retirada. Entenda que muitas vezes temos que lutar por nossos direitos, mas podemos fazer isso sem que nossa paz interior seja retirada.

Mas como não deixar nossa paz ser retirada?

Da mesma maneira que aprendemos a ser responsivos: treinando. Temos que treinar nosso interior para não se abalar com isso. E o primeiro passo é condicionar nosso comportamento. Se uma pessoa agredir você com palavras, tem que, no primeiro momento, não deixar que a emoção o domine.

A primeira ação seria no corpo, onde podemos não expressar nossa indignação perante aquela ação. Nossas emoções ainda estão sendo afetadas, mas não mais sendo expressas e isso é o primeiro passo de nosso treinamento.

Muitas vezes, a melhor resposta para uma agressão verbal é o silêncio, pois isso cessa a violência e faz com que você não se iguale à vibração do outro. O silêncio é uma poderosa resposta, pois, quando uma pessoa ataca você verbalmente, tudo que ela deseja é que você se abale e responda. A ação de silenciar age como uma anulação da violência. Além de manter sua paz interior.

O silêncio é um treino para sua mente e suas emoções, para que seja menos reativo às situações e que consiga manter seu controle emocional. Pode parecer estranho ter que ficar em silêncio diante de uma pessoa que está agredindo você com palavras, mas veja que o silêncio, além de acabar com a agressão, ainda treina suas emoções para que você não reaja e não perturbe seu interior.

Mas e se mesmo assim a agressão continuar?

Bem, o que se pode fazer nesse caso é usar uma das estratégias que particularmente adoto. Lembre-se de que o objetivo aqui é parar a briga e não ganhar a discussão. Por isso, você pode perguntar a pessoa o que exatamente ela quer dizer com aquilo. Quando você pede para alguém se aprofundar em algo que disse, essa pessoa tem que pensar e lhe dar uma explicação. Isso diminui o foco na briga e retira a pessoa do estado de ataque.

Por exemplo, digamos que uma pessoa chame você de idiota. E então você responde: “O que você quer dizer com isso”? Para lhe dar a resposta, a pessoa terá que pensar e arquitetar algo coerente. Isso geralmente faz com que a pessoa pare de lhe agredir. Você pode perguntar mais, dizendo para ela: “O que realmente deseja?”. Essas são algumas estratégias que você pode utilizar.

Fiz um vídeo onde explico mais sobre como se defender de ataques verbais. Se gostou deste artigo, curta e compartilhe. Assim, ajuda essa informação a chegar a cada vez mais pessoas.

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.