por Paulo Bregantin

Família, filhos e afins

Não existe família ou relacionamento sem diálogo, paciência e aceitação.

O Brasil precisa de famílias e relacionamentos que tenham diálogo, paciência e aceitação. Somente teremos uma mudança na política brasileira se o amor, a paz, a paciência, o diálogo e a aceitação entrarem em vigor urgente dentro de nossas famílias e relacionamentos. Não teremos mudanças sem alinharmos as ideias dentro das famílias e relacionamentos.

A mudança da constituinte brasileira só acontecerá se observarmos, conversarmos e aceitarmos uns aos outros nos relacionamentos familiares.

Famílias sem diálogos, paciência e aceitação cria um país com políticos falastrões, mentirosos e corruptos. É em casa e frente aos familiares que mudamos um país. As manifestações nas ruas são os reflexos de quem somos frente aos nossos familiares e relacionamentos.

O que escrevo, falo e defendo são as minhas experiências familiares e relacionamentos. Nada mais, nada menos.

É em família e nos relacionamentos onde aprendo o que significa política, constituinte, liberdade de expressão, opressão e mentiras/verdades. Os filhos são bênçãos de Deus para os pais, os pais são bênçãos para os filhos.

Somente o diálogo, paciência e a aceitação podem fazer essa frase acima se tornar realidade. Pais, ouçam seus filhos. Filhos, ouçam seus pais. Parece simples, mas não é. Quando o pai tentar impor algo sobre o filho, cria mais problema que solução e isso serve para o filho também.

Paciência, amor, aceitação e ouvido aberto faz muita diferença no relacionamento pais/filho - filho/pais. Mais que a política, precisamos de pais e filhos fortalecidos nos relacionamentos. 

Paulo Bregantin

+ artigos

Mais de 25 anos dedicado ao cuidado de pessoas, sendo Psicanalista Clínico e escritor com várias obras publicadas. Atua nas redes sociais como dono, gerenciando a página Paulo Bregantin e o Grupo Psicanálise Integrativa.

facebook /Paulo-Bregantin