por Mia Vilela

Gêmeos e seus símbolos

Já passei nesta coluna pelos três signos de Fogo (Áries, Leão e Sagitário) e pelos três signos de Terra (Touro, Virgem e Capricórnio), o que significa dizer que, na esteira da série de artigos sobre os doze signos solares e a sua simbologia, já foram abordados os signos que ilustram (i) o lado do homem que necessita ser, criativa e espiritualmente, simbolizado pelo elemento Fogo; e (ii) sobreviver, produzir, deixar seu legado, administrar a matéria, simbolizado pelo elemento Terra.

O Zodíaco tem como primeiro signo Áries, simbolizando a necessidade humana de existir e assegurar o seu lugar ao mundo, lutando por ele (Marte, o Deus da guerra, rege Áries); na sequência, o segundo signo, Touro, é regido pela Vênus da sensualidade, das artes e do dinheiro, simbolizando o segundo estágio do desenvolvimento humano, qual seja, lidar com a matéria e garantir subsistência.

O terceiro signo inaugura o elemento Ar e trata-se do mal compreendido Gêmeos. Após o homem existir, comer e administrar os meios de subsistência, aqui, no terceiro estágio, Gêmeos vem representar a necessidade humana de aprendizado e comunicação, nessa ordem. De início, isso já denota que, antes de falar, é preciso saber a respeito daquilo sobre o que se fala, é preciso conhecer racionalmente o objeto do tema sobre o qual o indivíduo opta por pronunciar-se.

Com efeito, ao elemento Ar atribui-se a simbologia do intelecto, da razão, da lógica, da comunicação e da impessoalidade, passando (i) pela mente geminiana que busca saber um pouco de tudo; (ii) caminhando, então, para um ideal de justiça e harmonia em Libra; e (iii) culminando com o pensamento científico e inovador que conduz à viabilidade da evolução da espécie humana no último signo do elemento Ar (e penúltimo signo do Zodíaco), Aquário.

Mas hoje vamos começar pelo primeiro estágio do desenvolvimento intelectual do homem, que pode ser compreendido pela simbologia do adorável signo de Gêmeos.

Inicialmente, o intelecto humano começa a se desenvolver pelo aprendizado de tudo um pouco que é, ao mesmo tempo, viabilizado e transmitido pela comunicação, pela fala, passando finalmente à escrita.

Se o leitor acompanhar os artigos que venho escrevendo nesta coluna, perceberá como a simbologia de cada signo acompanha exatamente o desenvolvimento de uma criança. Em Áries (primeiro signo), tínhamos o bebê, que chora quando tem fome sem sequer ter consciência do espaço e necessidade dos outros, ele precisa existir, sabe, precisa mostrar a que veio. No segundo estágio, representado por Touro, temos a criança que já se alimenta de comidas sólidas e não as divide com ninguém, bem como já monta brinquedos de encaixe, demonstrando saber lidar com seu espaço e com as coisas materiais. Após essa fase, a pequena criança já anda com estabilidade e começa a falar e se comunicar, o que representa Gêmeos!

Gêmeos nos aponta que nenhum homem é uma ilha e que precisamos socializar e nos comunicar para sobrevivermos e nos desenvolvermos como humanos. Igualmente, precisamos de liberdade de movimento, não sendo saudável aceitar limitações que não tenham uma fundamentação lógica. E para saber o que é ou não lógico, precisamos buscar conhecer de tudo um pouco, é preciso ler, aprender!

Esse signo é regido por Mercúrio, cuja mitologia mostra que, ao nascer, já roubou as armas de Marte (regente de Áries), já mentiu para se safar e já compreendeu como o objeto funcionava e o modificou. Sim, a mentira faz parte desse signo e não aconselho que seja alimentada, mas ninguém pode negar que, às vezes, uma mentirinha de leve é questão de sobrevivência: experimente dizer a uma mulher a verdade quando ela perguntar se engordou e você entenderá de quais mentirinhas estou falando. Tudo isso é Gêmeos, a sabedoria que esse signo tem para nos ensinar. A arte da convivência com pessoas próximas, do dia a dia, vem representada por Gêmeos e é preciso muito jogo de cintura para isso, e muita flexibilidade.

Ainda, Gêmeos ensina que a verdade, na prática, não existe, sendo apenas uma projeção de nosso ideal. De fato, o que nossa natureza nos permite verificar são versões da verdade. Como diria Friedrich Wilhelm Nietzsche, “não há fatos, apenas interpretações”. Guimarães Rosa, em seu livro “Grande Sertão, Veredas”, também afirmou: “mas, mente pouco, quem a verdade toda diz”. Gêmeos sabe distinguir uma mentira maliciosa de uma versão dos fatos que apenas está contaminada, como todas estão, com impressões pessoais. Por sua vez, a sua natureza intelectual vai sempre buscar extrair o racional disso tudo. Como todo signo de Ar, há, aqui, a busca pela impessoalidade na comunicação e julgamento.

Estamos no território da razão e, reiterando o quanto afirmado acima, há uma razão para a Astrologia ter situado, simbolicamente, a comunicação no território da razão e não no misterioso território da emoção do elemento Água.

Essa habilidade de comunicar ideias, interpretar informações e transmitir conhecimento de forma generosa é a beleza desse signo. Sabendo compreendê-lo, você poderá se divertir muito com essas pessoas e aprender demais também, pois aqui está a chave para um mundo de tolerância e convivência pacífica: entender racionalmente as pessoas e eventos e integrá-los!

Indo mais a fundo, o símbolo de Gêmeos, como não poderia deixar de ser, são dois irmãos Gêmeos, um de cada sexo, mostrando outro ensinamento desse signo: o da necessidade de que nossa natureza integre de maneira racional seus lados opostos/complementares.

Crianças gêmeas aparecem com frequência na mitologia mundial, tal como no mito romano de Rômulo e Remo. E, na maioria das vezes, um gêmeo mitológico morre e o outro sobrevive. Traduzindo em significado, isso representa que a natureza humana possui dois lados que devem ser integrados: um material, corporal e terreno e outro espiritual. Se esses lados vieram representados dissociadamente por Touro e Áries, respectivamente, agora, em Gêmeos, chegou a hora de serem integrados. Por sua vez, o elemento que os integra é a razão, a lógica (representados pelo elemento Ar).

É por meio do uso do raciocínio lógico e impessoal que Gêmeos consegue integrar mente e espírito, desenvolvendo a inteligência lógica (QI) e a inteligência espiritual (o jogo de cintura de que falei acima), que o fará saber se adaptar à toda sorte de pessoas e situações como um verdadeiro camaleão. E quem disse que essas não são habilidades que todos devemos buscar? Vamos aprender com Gêmeos?

Evidentemente, até que essa integração seja alcançada, a expressão desse signo se traduzirá por comportamentos contraditórios e que dão a impressão ao sujeito menos atento de que Gêmeos é um signo de pessoas volúveis. Não é isso, o que ocorre é que, nessa jornada de integrar a mente terrena com a espiritual, eles mudam de ideia, opinião e atitude muitas vezes. E isso inclui relacionamentos.

É um processo que deve ser compreendido e não criticado. Acredito que a beleza da Astrologia está em nos auxiliar a compreender as pessoas e aceitá-las, ao invés de criticá-las, e isso inclui nós mesmos.

A fim de que esse processo seja bem-sucedido, Gêmeos precisa integrar a sua própria natureza e a chave está no signo oposto, Sagitário, representado pela mente filosófica e religiosa que confere significado e propósito à vida e ao conhecimento. Se Gêmeos integrar esses dois lados de sua natureza, será capaz de auxiliar o mundo em seu entorno a ser um ambiente mais colaborativo, racional e feliz.

Gêmeos-Sagitário é o eixo zodiacal da felicidade. Vamos ler com atenção os artigos de um e de outro signo dezenas de vezes para compreender a razão disso e tentar aplicar em nossas vidas? Uma dica: o segredo inclui integrar (e não conflitar) mente e espírito; criatividade e conhecimento; razão e fé. Fica o desafio!

Mia Vilela

+ artigos

Mia Vilela é astróloga desde 2004, formada pela Regulus Astrologia. Suas consultas são voltadas ao autoconhecimento e previsões.

Desde a infância Mia sempre foi muito curiosa acerca da Astrologia, pois sua natureza controladora a fez desejar desvendar os mistérios do destino: como assim não podemos controlá-lo? Acabou por aprender que a nossa personalidade é o nosso destino e percebeu que a Astrologia, antes de um oráculo, é uma ótima ferramenta de autoconhecimento, bem como uma das inúmeras fontes de conhecimento sobre o funcionamento da personalidade humana.

Por meio de uma linguagem acessível, Mia espera poder compartilhar o que aprendeu e tem aprendido nesses anos, a fim de que mais pessoas possam ter acesso ao que a Astrologia tem a nos ensinar. Com isso, espera contribuir com uma sementinha para que os leitores depositem um olhar mais profundo sobre si mesmos, entendendo que, ao mudarmos nós mesmos, mudamos o mundo à nossa volta.

site www.geminiastrologia.com.br

facebook /geminiastrologia

email miavilela@geminiastrologia.com.br