por Silvana Giudice

O ciúmes das mulheres

Se o ciúmes no homem é preocupante no sentido que pode extravasar em violência física, o ciumes em algumas mulheres pode começar de forma mais disfarçada, sutil, mas ardilosa e irritante.

O ciúmes á natural de "certa forma". Acontece até com aqueles que estão muito bem, obrigada, consigo mesmo.

Alguns dias, alguns acontecimentos. Uma olhada disfarçada para as pernas de uma amiga, um telefonema inesperado de uma mulher quando vocês estão juntos… Mas coisas assim, que se resolvem, e passam. 

Ciúmes constante, que controla, que vigia, que faz de você uma delegada intimidando o parceiro a depor a cada assunto que não a inclui, convenhamos, ninguém merece!

 

Imaginem mulheres assim! Ah! sim, porque elas existem! Agora, imaginem homens tendo que aguentar mulheres assim.

Algumas não permitem que o coitado nem respire sem que elas sejam testemunhas quando foi que o ar entrou e saiu pelos pulmões.
Algumas mulheres são chatas e inseguras demais!

Como podem preservar um amor assim?

E entre chilique, barracos e mimimi  transformam a vida do homem num inferno.
Ciúmes é coisa séria e pode se transformar em doença.

Depois reclamam que seus relacionamentos não duram, que são facilmente trocadas e descartadas. Pudera! Nem precisa ser psicólogo para entender os motivos que as levam a fazer os homens correrem. Alguns se tornaram maratonistas em distância de mulheres do tipo.

Mulheres assim, ou mais ou menos assim (talvez tenha exagerado?), invistam primeiro em si mesmas!

Busquem outras coisas que lhes agradem. Cursos, culinária, trabalhos manuais, academias, passeios com os amigos que não inclua o "dito cujo".

O mundo existe além dele, sabia? E pode ser muito prazeroso para você e até afrodisíaco para ele saber que você subexiste sem ele por vários dias.

Não permita que o ciúmes consuma os seus dias. Não coloque seu parceiro num pedestal, nem se rasteje. Não contamine os seus dias nem os de seu parceiro com bobagens.
Se ele tiver que te deixar, ele te deixara de qualquer jeito e você agindo assim com certeza ele te deixará mais rápido do que imagina.

Se ame. Se valorize!

Busque ajuda profissional se necessário, mas viva e deixe o outro viver, e se a tua felicidade depende dele, pare.
Está na hora de você ter uma DR consigo mesma!

Silvana Giudice

+ artigos

Paulistana, formada em pedagogia e Terapias Holísticas. Trabalho com Tarô há mais de quinze anos. Acredito que é uma das ferramentas mais poderosas para a autoconsciência. Com o tarô você tem a chance de desenvolver suas próprias escolhas e jornada de vida. Eu leio e interpreto as cartas, mas é você quem escolhe seu destino ou vocação. O Tarô inspira, orienta, aconselha, abre novos horizontes e perspectivas diferentes para vários fatores da sua vida. Sejam questões profissionais, amorosas ou na realização pessoal.

Atendimentos, aconselhamentos e conversas via e-mail.