por Vinicius Krywko

Para recomeçar não é preciso esquecer

Acabou. E passam-se dias, semanas, meses... E aquela pessoa ainda está em seus pensamentos. Foram ótimos os momentos, viagens, risadas, carinhos, conversas, etc. E simplesmente acabou? A resposta é sim.

Relacionamento é uma metamorfose ambulante, porque nós somos assim. Mudamos todos os dias, conhecemos novas pessoas, novas palavras e ideias, e o que fomos ontem, não seremos hoje. Então por que nos prendemos ao passado? Porque temos a mania de lembrar apenas dos bons momentos. Tente se lembrar do final, de como as coisas estavam, talvez seu namoro ou casamento não era um mar de rosas igual você se lembra.

Algumas pessoas podem não se identificar, porque o relacionamento acabou por causa de parentes ou uma mudança inesperada, mas a realidade é que a maioria terminou por incompatibilidade. Viver com uma pessoa emocionalmente incompatível é anular-se para evitar brigas ou viver brigando.

Existem cerca de 200,4 milhões de brasileiros, hoje a maioria é solteira, sua cara metade pode não ser aquela pessoa que teve a oportunidade e desperdiçou, quem sabe aquela pessoa que também goste de cantar, tocar violão, ler aquele livro bom, ouvir música boa, assistir os “Embalos de sábado à noite”, não esteja do seu lado. O mundo hoje nos oferece milhares de opções, vá  estudar algo que goste, ou não, praticar um esporte, aprender uma dança exótica, pular de paraquedas, amar e permitir ser amado. Não se esqueça que ser solteiro também não é nenhuma doença, existe sim felicidade na solteirice.

O fim é difícil para ambas as partes, porém existem pessoas que superam bem, outras não! Particularmente me encaixo no perfil daquelas que demoram para superar, mas penso que se a outra pessoa está feliz sem minha presença, eu também posso me permitir ser mais feliz, afinal o sol nasce para todo mundo.

Respire fundo, abra os olhos, sorria, mesmo que seja um sorriso forçado, pois toda ação tem uma reação, e a reação do sorriso é a felicidade. 

Vinicius Krywko

+ artigos

Vinicius Krywko de Vasconcelos. Analista de mídias sociais. Viciado em esportes, conversas boas e amigos sinceros. Hiperativo. Apaixonado pela simplicidade dentro dessa complexidade que vivemos.