por Silvana Giudice

Tarô do Amor: Por que os relacionamentos têm idas e voltas?

Uma cliente pediu para que eu encontrasse no Tarô uma resposta que anda atormentando a mente dela. Era algo sobre idas e voltas do amor. Por vezes terminamos um relacionamento (com algum sentimento ainda) e nossos caminhos seguem em direções opostas. Porém, em algum momento, por ironia ou coincidência do destino, nossos pés se trombam outra vez. O que será que isso significa de acordo com a leitura do Tarô? Vamos a resposta:

Krishinamurti disse: “O relacionamento é seguramente o espelho que você se descobre".

 

Na vida passamos por muitos desafios, principalmente no âmbito financeiro-profissional, mas são com as outras pessoas que testamos a nossa capacidade de compreensão, compaixão, amor incondicional, persistência, resignação, desapego, paciência, tolerância e quantos outros mais infinitos verbos e adjetivos?

Atire a primeira pedra aquele que nunca sofreu por amor, que foi traído, abandonado, trocado, e não se perguntou: por que comigo?

Sim, através dos relacionamentos  podemos testar verbos e adjetivos em nós. Sou compreensiva ou intolerante? Pratico o desapego ou sufoco o meu companheiro?

Compartilho sinceramente o que penso e sinto ou só mostro o meu lado A?

Ah! como enganamos… como nos enganamos!

Fingimos e omitimos verdades por medo de mostrarmos nosso lado B… sujinho, feinho, embaçadinho, mas real! Sim, eu tenho esse lado, você tem, todos nós temos.

Idas e voltas do amor

 

Uma pergunta clássica quando se trata de relacionamentos no Tarô é: por que finalizamos e recomeçamos tantas vezes?

Por que quando parece que aceitei o final, virei a página, eu topo novamente com ele em uma rua, esquina, praia, no meio de um bosque ou de um tufão?

Caramba! Nos reencontramos nos lugares mais improváveis, nas horas mais incertas, nos momentos mais incríveis porque precisamos! Precisamos dar continuidade a história, quem sabe mudar o final da história, escrever outros capítulos, rever o que existe de bom em nós, aprender a lapidar a nossa pedra bruta.

Mudamos o tempo todo, o outro também.

Quantas vezes as cartas mostram que esse amor navega além do tempo?

 

Voltamos, nos reencontramos pelo amor, pela dor, pelos erros cometidos, pelas saudades dos beijos trocados, pela essência eternizada, pela fusão dos corpos… Muitas vezes lutamos e relutamos para nos afastar, mas as almas… Ah! As almas, ironicamente encontram caminhos e atalhos para estarem juntas novamente. Temos pendências com o passado e acertos para fazermos no presente.

O que podemos fazer diferente desta vez?

Nos libertando ou nos unindo definitivamente ao outro podemos reescrever a nossa história, perdoando, compreendendo, sublimando e transcendendo.

Muitas vezes acima do nosso ego, da nossa vaidade pode estar um grande amor de braços abertos nos esperando… além do tempo.

 

Silvana Giudice

+ artigos

Paulistana, formada em pedagogia e Terapias Holísticas. Trabalho com Tarô há mais de quinze anos. Acredito que é uma das ferramentas mais poderosas para a autoconsciência. Com o tarô você tem a chance de desenvolver suas próprias escolhas e jornada de vida. Eu leio e interpreto as cartas, mas é você quem escolhe seu destino ou vocação. O Tarô inspira, orienta, aconselha, abre novos horizontes e perspectivas diferentes para vários fatores da sua vida. Sejam questões profissionais, amorosas ou na realização pessoal.

Atendimentos, aconselhamentos e conversas via e-mail.