por Erickson Rosa

O principal inimigo do seu sucesso profissional

Você sente dificuldade em iniciar algum projeto? Mesmo que inicie, seus projetos parecem não avançar? Não consegue prosperar em seus projetos?

Se respondeu sim a essas perguntas esse artigo é para você. Leia-o atentamente, pois talvez você esteja sendo mais uma vítima desse grande inimigo que sabota o sucesso profissional de milhares de pessoas. 

Pode ser que você pense que seu sucesso profissional depende de como está a economia, de como está o governo, de sua origem e por aí vai. Mas na verdade nossos resultados são gerados por nós mesmos. Se negarmos essa verdade estaremos sempre colocando a responsabilidade de nossa vida nas mãos de outras pessoas.

Se você coloca a responsabilidade no outro, retira de você o poder de mudar a sua vida, de criar a realidade que tanto deseja. Esse por si só já é um pensamento sabotador. De nada adianta culparmos as pessoas pelas coisas que acontecem em nossa vida.

Por exemplo, digamos que você possui um chefe que não reconhece seu trabalho, é extremamente rude e ignora todo e qualquer projeto de melhoria que você apresenta. Esperar que ele mude seu comportamento não é nada sábio, visto que pessoas rígidas dificilmente mudam.

Mais inteligente é você aumentar seus recursos emocionais e comportamentais para lidar com a rigidez de seu chefe. Dessa forma, para modificarmos nosso ambiente temos que na verdade passar por uma mudança interna. 

Mas qual o principal comportamento que sabota nossa vida?

 

Esse comportamento é responsável por gerar a grande maioria dos comportamentos de autossabotagem, como a procrastinação, a preguiça, a falta de sucesso, a baixa autoestima, etc.

Esse comportamento é a não aceitação de si mesmo. Carl Jung falava sobre o efeito sombra, que ocorre quando negamos nossa parte imperfeita. Nossa parte que julgamos ser feia, inadequada e não necessária. Contudo, quando negamos essa parte, negamos também a possibilidade de melhorarmos, de extrairmos o nosso melhor. 

O primeiro passo para eliminarmos os comportamentos de autossabotagem é aceitarmos que eles existem, que estão dentro de nós. Abraçar nossa imperfeição é o primeiro passo para eliminar o que sabota sua vida. Como acabar com a preguiça senão aceitamos que somos preguiçosos?

Se negamos as nossas imperfeições, não nos damos o direito de corrigi-las, pois estão a sombra de nossa consciência. Assim é produzido o efeito sombra. Nossos defeitos aparecem quando estamos emocionalmente suscetíveis. Um exemplo é o homem que explode em raiva. O que acontece é que sua raiva foi apenas despertada pelo evento, pois ela já existia em seu interior. 

Assim ocorre com os comportamentos autossabotadores. Ninguém quer admitir que se sabota, mas quando há a compreensão que todos nós, em algum nível, temos tais comportamentos, nesse momento podemos modificá-los. Uma pessoa que nega a si mesma que é irritada, jamais conseguirá trabalhar a raiva que carrega no coração.

Por isso a dica desse artigo é: Abrace sem medo suas imperfeições, pois afinal são elas que fazem você ser único e completo.

Como disse Louise Hay:

"A natureza, em toda sua sabedoria, jamais se repete".

 

Somos únicos como as gotas da chuva, por mais que se pareçam, cada gota é única e exclusiva em sua existência. 

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.