por Aline Camargo

Sol em Câncer

Com o ingresso do Sol em Câncer começou a vigorar no hemisfério sul o equinócio de inverno, enquanto no hemisfério norte, o de verão.

Para nós aqui no Brasil, celebramos os nascimentos dos cancerianos, que por condições naturais do clima são acostumados ao quente da casa, a cozinha cheirosa de comida e a serem mais reservados.

Caranguejo é a água cardial do mapa, sabe quando e porque agir, mas é regido pelo Lua, o que provoca oscilações dos humores, afetos e memórias.

Junto ao ingresso do Sol em Câncer, Marte o planeta da ação também ingressou, deixando a ansiedade dos nascidos nesse período em ênfase, deixando claro que não se pode mais adiar certos cortes de cordões.

Claro que os nascidos no hemisfério norte também sentem isso, um doze avos da população está percebendo que limites e desapegos precisam urgente tomar corpo, mas aqui, a forma dessa ação é mais contraída.

O frio lá fora convida os caranguejos a ficarem em casa e caso não tome cuidado podem inclusive esquecer-se da vida lá fora, sim, é momento de silêncio e reclusão, mas isso não exclui a vida ao lado de quem faz bem!

Estou aqui falando dos nativos de Sol em Câncer, mas ascendente e Lua em caranguejo também estão sentindo a necessidade de amadurecer e deixar para trás o que não faz mais sentido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inclusive, todo mundo tem Câncer no mapa e para saber melhor onde está o seu, consultar um astrólogo é sempre o mais indicado, ainda assim, todo mundo está sentindo necessidade de amadurecimento e cortes em algum canto de si.

Na dança dos planetas todo mundo está no palco, e em alguns casos os protagonistas mudam, mas nesse momento, os nativos e os pontos fortes de Câncer no mapa é quem mais está sensível e irritado ao mesmo tempo.

Não é aconselhável repetir o padrão com o povo de caranguejo, os limites deles estão sendo ditados pelos passos lentos de Plutão Capricórnio oposto Sol Câncer. Esse encontro é força que faltava para que os limites aconteçam.

No dia 15 de julho, acontece o encontro da Lua com Sol em Câncer, esse encontro leva o nome de lunação, e é iniciando um novo ciclo que o caranguejo bem aspectado por Saturno, Sol, Mercúrio e Marte se acertam com a tensão vinda de Urano em Áries.

Se a dança não vai fluida, esse é momento de parar os ranços viciados em segundas chances, afinal, é de Urano que chega toda eletricidade para conseguir delimitar, amadurecer e desapegar de tudo que for necessário.

Aline Camargo

+ artigos

Aline Camargo é astróloga atuante há oito anos, com formação em astrologia clássica e contemporânea. Também trabalha com o tarô dos Orixás há dez anos.

Em contato com a religião Afro-Brasileira desde os sete anos, tornou-se estudiosa do Culto Africano no Brasil em 1998. Leciona aulas em grupo ou individual sobre astrologia e taro dos Orixás. Realiza ainda cursos livres de filosofia para compreender melhor o consulente e na prática do atendimento.

Facebook: Dança dos Planetas