por Silvana Giudice

Tarô do amor: para que serve?

Todos nós sabemos como podem ser complexos os relacionamentos e, se estamos apaixonados ou até magoados ou nos sentindo traídos, como o Tarô pode nos oferecer uma visão mais objetiva do que está acontecendo.

Seja qual for a razão para que voce consulte o Tarô, ele irá refletir seus relacionamentos, mas principalmente em uma leitura consciente irá refletir quem você é!
 
O grande psicologo Carl Jung cunhou o termo "sincronicidade" para descrever coincidências significativas. Ele acreditava que a carta de Tarô que escolhemos é inspirada por algo interior que precisa ser expressada ou manifestada.

Quando perguntamos se alguém nos ama, o Tarô poderá realmente nos responder?
Sim, ele poderá nos responder e em caso afirmativo resta saber: “Mas, ficaremos juntos?”.
 
Vamos analisar com mais profundidade esta resposta - com algumas "supostas" cartas.
Sabemos que o naipe de Copas refere-se ao amor, aos relacionamentos e sentimentos.
Se na leitura a esta pergunta é revelado um As de Copas ou um dois de Copas por exemplo com o Sol ou a Imperatriz, com certeza ele nos ama. Entretanto, em um segundo momento o que seria mais óbvio perguntarmos? 

Nos casaremos? Iremos morar juntos? Tem futuro esta relação?
 
Pessoalmente já fiz inúmeras leituras como esta, em que o consulente  vive um sentimento real, mas na continuidade das perguntas, é fato também que este amor não poderá ser vivido, ou tradicionalmente vivido como muitas vezes espera esta pessoa - lar, casa, filhos, cachorro… etc.
Por que? Porque na sequência podem surgir cartas que não efetivam a pergunta.
 
Elucidando um pouco mais

Os naipes de Espadas nos colocam à frente dos desafios que poderemos enfrentar, as armadilhas desse amor, e o naipe de Paus, da energia da situação, ou até do fogo e paixão do casal ou até da vontade e ousadia.

Nos naipes de Ouros, iremos nos confrontar com a energia de efetivação desse amor, de concretização e realização. O naipe de ouros refere-se a posses e conquistas materiais, e mesmo que a pergunta esteja relacionada ao amor, nada mais lógico do que perceber se esse amor será vivido de verdade ou ficará no mundo platônico, afinal este naipe fala sobre algo concreto.

Isso é uma confusão clássica que acontece no Tarô quando não formulamos adequadamente as perguntas.

Ele me ama? Sim, mas nem sempre poderemos viver esse amor por "n" motivos!

Em resumo, as associações de cartas são tema-chave na jornada do Tarô, através de seus símbolos. Portanto, ao analisarmos uma carta, analisamos todas conjuntamente, inclusive os Arcanos Maiores que representam as energias fundamentais da vida, nosso mundo interior e as motivações subliminares.

Lemos o Tarô como se estivéssemos lendo um livro, mas como em qualquer linguagem, existe significados exatos ou precisos para cada carta ou imagem, porque a linguagem do Tarô é maravilhosamente rica!

Então, que tal, escolher uma carta no tarô do amor e tentar a sorte?

Até mais.

Silvana Giudice

+ artigos

Paulistana, formada em pedagogia e Terapias Holísticas. Trabalho com Tarô há mais de quinze anos. Acredito que é uma das ferramentas mais poderosas para a autoconsciência. Com o tarô você tem a chance de desenvolver suas próprias escolhas e jornada de vida. Eu leio e interpreto as cartas, mas é você quem escolhe seu destino ou vocação. O Tarô inspira, orienta, aconselha, abre novos horizontes e perspectivas diferentes para vários fatores da sua vida. Sejam questões profissionais, amorosas ou na realização pessoal.

Atendimentos, aconselhamentos e conversas via e-mail.