por Valquiria Rita Geraldini

O uso das essências florais para o tratamento da hiperatividade infantil

Apesar de toda contestação em torno do tratamento e da causa da hiperatividade, a identificação da mesma é muito fácil. Uma criança hiperativa tem necessidade de se movimentar bastante, é impaciente, tem dificuldade em fixar-se em detalhes bem como em manter-se sentada, fala excessivamente, intromete-se ou interrompe as atividades de outras pessoas, provocando com frequência vários conflitos e discussões, é desajeitada quebrando ou deixando cair objetos uma vez que geralmente apresenta um controle muscular pobre, é incapaz de focar a atenção em uma determinada atividade. Agressividade, baixa autoestima e dificuldades em relacionamentos interpessoais também podem ser observados.

Na escola, as crianças hiperativas costumam ser as primeiras a serem identificadas, uma vez que seu comportamento atrapalha a dinâmica das aulas. Tais crianças são consideradas indisciplinadas, pois mantém-se agitadas distraindo-se com muita facilidade e muitas vezes distraindo também os demais alunos. Com frequência apresentam dificuldades de aprendizagem ocasionadas pelas alterações cognitivas. A capacidade de escrever com clareza e facilidade também é afetada devido às dificuldades motoras que normalmente apresenta.

Em geral, quando uma criança apresenta comportamento hiperativo, os médicos indicam medicamentos. É importante ressaltar que este tipo de tratamento é voltado somente para lidar com o sintoma. Os problemas emocionais que muitas vezes estão relacionados à hiperatividade não são tratados. Os medicamentos, apesar de resolverem o problema momentaneamente, não permitem que a criança adquira força própria para lidar com o seu mundo e suas dificuldades. Muitas vezes, crianças ansiosas, com sentimentos de raiva e que apresentam medos podem manifestar também sintomas hiperativos.

Dentro da Terapia Floral, existem diversas essências florais que podem ser úteis no tratamento da criança hiperativa. Para exemplificar, podemos citar: Impatiens, Vervain, Cherry Plum, Vine e Holly. Todas pertencentes ao Sistema dos Florais de Bach, criado pelo médico inglês Edward Bach.

Vervain

Vervain é indicada para a tensão e excitação, Impatiens para a grande velocidade que crianças hiperativas se movimentam bem como a impaciência.

Cherry Plum

Cherry Plum é indicada para o descontrole e comportamento histérico.

Vine

O floral Vine é indicado para o tratamento do autoritarismo.

Holly

Holly é indicada para comportamentos de raiva, ódio e ciúmes

Os florais não possuem contraindicação, podendo ser utilizados por pessoas de qualquer idade, inclusive bebês, sendo possível usá-los conjuntamente com qualquer outro tratamento que seja necessário. São encontrados nas boas farmácias de homeopatia e manipulação de todo o país. Normalmente são utilizados tomando-se 4 gotas 4 vezes ao dia.

Exercícios de relaxamento e respiração bem como atividades que permitam a expressão e canalização de energia, como exercícios físicos, podem também ser utilizados. De modo geral, qualquer atividade que possibilite que a criança tenha mais consciência de si própria pode ser de grande valia no tratamento.

O objetivo do trabalho seria proporcionar limites e estrutura para as atividades da criança bem como lhe permitir experienciar a tomada de decisões, podendo realizar suas próprias escolhas e fortalecendo seu “senso de eu”.

Os pais também devem ser orientados sobre o que podem fazer para ajudar seus filhos. Desta forma, o trabalho é realizado em conjunto com os mesmos. Em geral, pede-se para que sejam definidos de forma bem clara, simples e objetiva limites e regras, ou seja, o que deve e o que não deve ser feito.

Determinar horários para as diversas atividades da criança também é recomendado. É ainda de suma importância o respeito à individualidade uma vez que todos nós apresentamos ritmos internos diferenciados, a criança deve ser aceita pelo que realmente ela é, com suas potencialidades e dificuldades.

É fundamental que não sejam realizadas comparações com amigos e irmãos. Os pais devem enfatizar principalmente o quanto a criança é querida e amada, oferecendo reconhecimento e atenção sempre que obter algum êxito, pois tal atitude pode ser fundamental no fortalecimento da autoimagem que em crianças hiperativas normalmente é bastante negativa. 

Valquiria Rita Geraldini

+ artigos

Valquiria Rita Geraldini é Terapeuta Floral, instrutora em Visualização Criativa e escritora. Atende em consultório e online além de ministrar cursos e dar supervisão para profissionais da área.