por Silvana Giudice

Vampiros existem, sabia?

Você deve estar rindo pensando: “Imagine, vampiros não existem!”.

Quando falamos em vampiros, logo imaginamos aqueles seres com presas afiadas, ávidas por sangue que vemos naqueles filmes de terror. Entretanto existem sugadores de energia encarnados que sugam até inconscientemente nossa energia, e que podem nos trazer muitos danos físicos e até emocionais.

O ser humano emana energia no meio ambiente, impregnando as pessoas com as suas vibrações pessoais. É comum sentirmos a presença desses sugadores ao entrarmos em um ambiente. Sentimos vontade de bocejar, apatia, cansaço, sono e distrações injustificadas, o que caracteriza que podemos estar sendo vampirizados. Não existe lugar definido e certo para que isso aconteça. 
 
Se por um lado quando estamos bem humorados, alegres, seguros, atraímos pessoas maravilhosas, se estamos mal, inseguros, medrosos, tristes e deprimidos que tipo de pessoas iremos atrair? Dá para imaginar né?

Com algumas pessoas, as trocas são enriquecedoras, estimulantes, gratificantes e até emocionantes. Tudo é uma questão de sintonia!

Mas, afinal, podemos nos proteger destes seres?

Através de banhos energéticos, passes, cristais, etc., podemos readquirir algum equilíbrio, mas o mais importante é ter postura firme. Lembre-se de que eles nos intimidam fazendo com que a gente sinta medo, culpa, irritabilidade, raiva, inveja, portanto o mais conveniente é reconhecê-los!

Tipos vampirescos

Censurador

É aquele que critica tudo e todos. Diga não às críticas e não concorde com ele.

 

Bajulador

É aquele que tenta nos seduzir com excesso de elogios. Cuidado, não deixe que o peguem pela sua vaidade, pelo seu EGO... Desconverse!

 

Matraca

Esse suga sua energia através do seu ouvido. Ele fala, fala, até drenar toda a sua energia. Disfarce, invente uma desculpa e caia fora.

 

Desordeiro

Ele quer mesmo é provocar. Quer que você compre briga, que você fique irritado e desestabilize-se. Procure respirar e manter a calma!

 

Doente

A vida para estas pessoas é um hospital. Só falam em doenças. Conhecem todos os remédios, benzimentos… bulas de remédios? recitam até parágrafos! Já sentiram todas as dores e são capazes de descrever um sintoma e prescreverem o tratamento de qualquer doença. Ufa! Mude de assunto e fale sobre algo saudável, bonito, engraçado.

Inquiridor

É aquele que pergunta tudo, mas não ouve nada, porque continua a falar enquanto você está respondendo. Um terror! Esse quer só causar desequilíbrio na gente. Uma dica- não responda, porque afinal ele não está nem aí para lhe ouvir. Afaste-se!

Vítima

Estes nos atacam pelo emocional. Para eles, o mundo é uma desgraça. Os assuntos giram em torna das tragédias… Querem ver você morrendo de pena. É a vítima, o coitadinho. Corte a conversa. Fale: lamentar o passado não vai resolver o seu problema.

Cobrador

Este já vem lhe cobrando: "Caramba,  por onde voc andava? Por que não me liga, não me procura?" Não abra as portas para que ele o confunda - é isso mesmo que ele quer. Quer que você concorde, e acabe se culpando... saia de perto!

 

Gostosão

Esse vem com joguinhos de sedução. Um horror de pegajoso! Sua energia é sugada através da sua sensualidade e pode nos causar mal-estar físico, enjoo, náusea... FUJA!!! 

E reflita se em alguns momentos você também não assume o papel de vampiro na vida de alguém.

Esse olhar atento faz com que nos protejamos destes seres, mas também que analisemos melhor o nosso comportamento, não nos colocando no papel de vítima sugando a energia dos outros.

Saiba: aquele que suga, abastece-se por pouco tempo da energia do outro... é muito passageiro, portanto, NÃO COMPENSA!

Temos nossa própria reserva inesgotável de energia, para não precisar roubar a de ninguém... Isso se chama autoestima!

Enfim, posicionem-se antes do ataque. Defendam-se! E deixem estes vampiros voarem em busca de sangue em outros castelos.

Silvana Giudice

+ artigos

Paulistana, formada em pedagogia e Terapias Holísticas. Trabalho com Tarô há mais de quinze anos. Acredito que é uma das ferramentas mais poderosas para a autoconsciência. Com o tarô você tem a chance de desenvolver suas próprias escolhas e jornada de vida. Eu leio e interpreto as cartas, mas é você quem escolhe seu destino ou vocação. O Tarô inspira, orienta, aconselha, abre novos horizontes e perspectivas diferentes para vários fatores da sua vida. Sejam questões profissionais, amorosas ou na realização pessoal.

Atendimentos, aconselhamentos e conversas via e-mail.