por Daniel Rama

O ser humano em destruição

E o dia em que o sol não nascer?
Que o mar se enfurecer...
E tudo que tinha vida morrer?
O que vamos fazer?
E quando o azul do céu desaparecer?
O solo apodrecer...
E tudo adoecer?
O que vamos fazer?
Para onde vamos correr?
Para Marte, Júpiter, Saturno ou Plutão?
O planeta Terra é a nossa única casa,
e a nossa verdadeira Mãe (natureza) está a morrer,
Pela nossa falta de respeito, consciência e compaixão.
Peço então um momento de reflexão,
Não joguemos nosso lixo no chão,
Pois todo esta sujeira já é um problemão!
Reduza, recicle, reutilize...
Pense, repense, reflita, respeite...
Prestemos mais atenção...
E que não usemos apenas a mente mas também o coração,
pois ele está sendo usado em vão!
Ainda é tempo de mudar,
Ainda é tempo de salvar os animais e natureza
que o amor só querem nos dar.
Mas a decisão fica a critério de cada um de nós.
Tua casa (Terra) e tua alma, amado ser...
Despenderão do que você escolher.


O ser humano é responsável pela extinção de milhares de animais e de toda a natureza (fauna, flora, rios e oceanos).
A ganância, consumismo alucinado das pessoas e a falta de consciência e amor pela vida nos levará rumo a nossa própria extinção, pois também somos animais e fazemos parte da natureza.

Por um despertar!

Daniel Rama

+ artigos

Daniel Rama é coordenador da Rádio Praia e responsável pelo Projeto Gatinho Zen que cuida de gatos de rua em Arraial d'Ajuda, Bahia. Formado pela tradicional escola Humaniversidade Holística comoTerapeuta Corporal Tântrico, Reiki, Deeksha, Curadores Energéticos entre muitos outros.

Fez parte do transformador curso Anima Soma.

Ministra curso de massagens e autoconhecimento para casais, além de divulgar e introduzir o vegetarianismo e veganismo a todas as pessoas que o procuram.

Possui outro Projeto chamado Aldeia do Despertar, onde leva para diversos locais do Brasil seu espaço de música, cultura alternativa, consciência, relaxamento, cura e redução de danos. Teve seu projeto instalado em grande eventos como a Mystic Fair e Virada Esotérica.

Participou do Festival Mundial da Paz, Festival Universo Paralello entre muitos outros levando mantras ao chill out.
Coordenou o espaço de Cura no Festival Mundo de Oz por duas edições.