por Erickson Rosa

Como lidar com situações difíceis

De maneira usual nos movimentamos na vida de duas maneiras: a primeira buscando coisas que gostamos e que nos promovem momentos felizes. A segunda é nos distanciando de situações aversivas, que nos causam sofrimento, problemas ou dor. Lidar com esses momentos realmente não é fácil. Pode ser que o sofrimento venha da perda de alguém querido, de uma doença problemática, de um fato arrasador que corrói sua felicidade, entre outras situações.

Seja qual for o motivo, gostaria de compartilhar algumas visões que podem ajudar você a passar por esses momentos. Porém, quero ressaltar a importância de sempre buscar ajuda profissional, seja de um psicólogo, terapeuta ou psiquiatra. Se temos uma situação que nos comove muito, como um luto, por exemplo, é importante buscar ajuda para lidar com um momento em que a situação é maior que você.

De qualquer forma, hoje quero falar sobre 3 tipos de visões para que o ajude, caso você esteja passando por uma situação difícil na sua vida. Vamos falar sobre 3 formas de mudar a visão que tem dessa situação, para que consiga ver algo além do sofrimento que lhe tira sua felicidade.

A visão do aprendiz

Situações ruins nos causam sofrimento, exatamente porque temos uma expectativa frustrada. Não gostaríamos que aquilo acontecesse. Contudo, podemos olhar essa situação com uma visão de aprendiz. Aprender com aquilo. Pergunte a si mesmo: “O que posso aprender com isso?”. Esse questionamento levará você a ver a situação por um novo ângulo e não olhar apenas como problema, mas sim como uma nova aula na escola chamada vida.

A visão da gratidão

A gratidão é uma ótima forma de sair das situações difíceis. Por exemplo, se você foi demitido e está em um momento difícil, faça o exercício de agradecer por 5 coisas boas que tem em seu dia. O exercício de agradecer muda o foco de problemas para de agradecimento e abundância. Ao fazer essa atividade, verá que é muito mais próspero do que imagina.

A visão da impermanência

Essa é uma visão ampla e esse termo vem da ideia de que nada é imutável e eterno. Tudo possui um fim, um ciclo, algo que começa e termina. Nisso se encaixa tudo, até mesmo o sofrimento. Quando estamos sofrendo acreditamos que isso irá durar para sempre, mas esquecemos dessa lei universal. O sofrimento não é eterno e não dura para sempre. Se construirmos essa visão não precisamos sofrer terrivelmente por aquilo, pois sabemos que o tempo se encarrega de mudar nossa perspectiva.

Essas são algumas dicas para que você consiga enxergar as situações de forma diferente e ter uma ação frente aos acontecimentos negativos da vida. Entretanto, se ainda assim se sentir pequeno diante das dificuldades, procure auxílio, busque ajuda. 

Não precisamos enfrentar tudo sozinhos. Existem pessoas que estudaram e se dedicam para ajudar os outros. Você pode buscar um psicólogo, terapeuta, analista, etc. O mais importante é não se deixar ser engolido pelos próprios problemas, pois, afinal, você, com certeza, é maior que qualquer adversidade. Se gostou do texto, compartilhe. Um grande abraço!

Erickson Rosa

+ artigos

Terapeuta holístico, Mestre Reikiano e formado em psicoterapia holística. Fundador do Coach Matinal e autor do e-book Ansiedade Sem Remédios. Ministra cursos e eventos com temas como a motivação, psicossomática, fisiognomonia e meditação.