por Jade Kartàliàn

Poder da revolução e evolução

Hoje eu quero lhes falar de um direito e um dever que se fundem: o direito e dever de você revolucionar a sua vida. Quando falo em direito, é do direito de você se reinventar, é do direito de você evoluir!

Mas será que é possível você se transformar? Não sei. Sinceramente não acredito em transformações e sabe por quê? Ninguém se transforma. Você pode mudar conceitos, mudar idéias, mudar o cabelo, mudar a cor do cabelo, mudar de opinião, mudar de endereço, etc... Mas existe uma coisa que não muda dentro você, que é a sua essência, a essência que você traz dentro da sua alma.

Quantas vezes você já ouviu alguém dizer:

- Ele era tão bonzinho, como pode fazer tal maldade?

- Como posso ter me enganado com tal pessoa?

- Ele era tão correto, tão moralista, pregava tanto conceitos e de repente se tornou um crápula. Mostrou que de moral, somente o rótulo, pois o íntimo era amoral.

Então você se pergunta:

- Como eu posso ter me enganado tanto com uma pessoa que era tão boazinha, tão atenciosa, tão doce e de repente coloca as garras para fora e mostra quem realmente é?

- Como eu posso ter me enganado com uma pessoa que parecia tão prestativa, sempre pronta para ajudar, mas que de repente você descobre que tudo não passou de interesse?

- Como eu posso ter me enganado com uma pessoa que na minha frente sempre me adulou e quando viro as costas fala mal de mim, fala mal da vida das pessoas, julga todos se achando acima do bem e do mal?

- Como posso ter me enganado com uma pessoa que sempre se intitulou como sendo a mais justa e honesta das mulheres? E que de repente você descobre que se deixar de pagar as contas dela, ou se deixar de levá-la para passear no seu carrão te substituirá num piscar de olhos, mesmo que a nova dona do carrão seja uma desclassificada, cuja moral todo mundo sabe que não tem!

- Como você pode ter se enganado pensando que alguém que foi machucada, desprezada, que parecia tão fraca, tão insegura e magoada, virou uma leoa e agarrou a vida pelos cabelos e fez dela um cavalo árabe de puro sangue e com ele está cavalgando pelas ondas da vida como se fosse uma diva?

- Como posso ter me enganado comigo mesmo, que me julgava mal amada e que de repente me descubro ser o ser mais amado do mundo?

- Como posso ter me enganado com uma pessoa que mal sabia ler e escrever? Então de repente mal aprende a ler e a escrever e quando escreve uma carta... Escreve um poema de amor.

- Será possível as pessoas se transformarem desta forma? Não, eu não acredito em transformação, mas acredito em revolução e evolução.

Então eu te pergunto: Quem revolucionou a sua vida foi você ou foi o outro? Eu te digo, eu te afirmo: Quem revolucionou e quem evoluiu foi você! Sabe por quê?

O outro sempre foi cruel. O outro sempre foi maldoso. O outro sempre foi falso moralista. E você sempre foi forte! Foi você quem teve a coragem de revolucionar a vida, pois fez a mascara do outro cair e enxergou o outro como ele é. Foi você quem evoluiu na forma de enxergar o outro, pois passou a enxergar o outro com os olhos da essência e não enxerga mais o outro com os olhos físicos da aparência, com os olhos da ilusão. Você agora tem o poder de decidir se convive ou não, se aceita ou não as pessoas como elas são fracas, fortes, inseguras, seguras de si, falsas, verdadeiras; hipócritas, mimadas, morais ou amorais. A decisão é sua.

Mas seja qual for a sua decisão, saiba que quando evolui você se revoluciona e deixa a sua essência interna te guiar, não será mais enganado, não errará mais na percepção do outro, a decisão é sua, ou seja, se aceita ou afasta as pessoas cujas mascaras caíram na lama podre. Daí não sofrerá mais quando o outro tira a mascara.

E sabe por quê? Porque quando a essência está no poder da sua vida, quando ela tem plenos poderes sobre nossos atos e atitudes, e você nunca mais você conviverá com mascaras, pois com certeza a sua essência encontrará mais e mais essenciais puras e verdadeiras pela frente.

E como dizia um querido amigo: Quem nasceu pé de alface, jamais será pé de couve!

Jade Kartàliàn

+ artigos

Autora de um método inédito chamado jornada cristalina, que mostra sua personalidade, seus pontos fortes e fracos, aspectos positivos e negativos e traça um cenário dos próximos 12 meses.