por Silvana Giudice

O intervalo... depois de um fim

Quanto tempo é necessário para curar o fim de uma relação?

Sofrer, amargar, refletir, xingar e chorar? Quantos sentimentos vem à tona quando somos deixadas, traídas, trocadas ou abandonadas?

Um ano? Seis meses? Dias? Existe um tempo certo para um luto? Alguns levam anos para curar a ferida, outros preferem encerrar, esquecer, enterrar e partir para o próximo da fila.

Ledo engano sarar um amor engatando com um novo amor... Sarar no dicionário diz: restaurar a saúde física e mental de; reparar, excluir as imperfeições, tratar, medicar.

Fácil? Rompemos laços de maneira mágica?

Podemos mascarar a dor com outros rostos, amenizar o desejo em outros braços, mas no fundo disfarçamos, nos enganamos e fingimos... Convalescença! É necessário um período para curar, para encerrar um amor, é preciso o "meio tempo" para encerrar uma relação. Tempo de digerir, assimilar, chorar, compreender ou até não encontrar explicação alguma, mas simplesmente aceitar o final.

É muito comum quando uma relação termina, procurarmos o porquê. Onde eu errei? Por que ele mudou? Quem interferiu? Por que eu não falei? Por que eu não respondi? Nossa, desfilamos discursos de autopunição, julgamentos… Um horror! Saia dessa!

Não existe tempo certo. Finais acontecem e não cabe nomear culpados quando o assunto é o coração.

Foi ele que te deixou? Não julgue! Poderia ter sido você.

Procure enxergar a situação com os olhos mais "amenos", coração mais leve e a alma mais compassiva. E no meio tempo, se cuide, se agrade e se ame...

A vida continua, e ser feliz não é possível só quando estamos juntos… Afinal, nestes intervalos podemos nos surpreender com as artimanhas do destino.

Silvana Giudice

+ artigos

Paulistana, formada em pedagogia e Terapias Holísticas. Trabalho com Tarô há mais de quinze anos. Acredito que é uma das ferramentas mais poderosas para a autoconsciência. Com o tarô você tem a chance de desenvolver suas próprias escolhas e jornada de vida. Eu leio e interpreto as cartas, mas é você quem escolhe seu destino ou vocação. O Tarô inspira, orienta, aconselha, abre novos horizontes e perspectivas diferentes para vários fatores da sua vida. Sejam questões profissionais, amorosas ou na realização pessoal.

Atendimentos, aconselhamentos e conversas via e-mail.