por Moacyr Martins

Transição entre Peixes e Aquário

Encontramo-nos no limiar de duas importantes eras: a de Peixes e a de Aquário.

Características de Era de Peixes como o fanatismo religioso ou ideológico, a necessidade do sofrimento para a purificação das energias, a necessidade de dominar socialmente, economicamente ou ideologicamente o outro, a intolerância, o egoísmo e o preconceito, a busca de um “guru”, o culto ao herói ou ídolo, ainda estão enraizadas em nossa memória e no nosso corpo das emoções.
     
Estas características piscianas lutam contra a possibilidade de ceder espaço para as características emergentes da Era de Aquário como a humildade, a tolerância, a ausência de preconceitos, elevada autoestima e respeito pela liberdade de cada ser, a manifestação de sentimentos “certos e apropriados” para cada circunstância, a união e a evolução através do compartilhar e, finalmente, o crescimento através do trabalho grupal e não individual.
     
A energia de Peixes faz com que acreditemos somente naquilo que é conhecido e visível.

Aquário convida-nos a experimentarmos uma realidade mais sutil, a estarmos com os pés bem firmes na terra e os olhos voltados para o céu, buscando em cada ação construir a ponte que possibilita a verdadeira união entre estes dois extremos.

Auxiliando-nos neste trabalho diário de construção da perfeição, da harmonia e do equilíbrio de todas as coisas, estão os nossos irmãos - os anjos - a mais pura expressão da luz amorosa do criador.
     
A sabedoria oculta revela-nos que a evolução humana e angélica seguem o mesmo propósito divino e o mesmo ritmo de ascensão.
     
O anjo, para trazer a perfeição para o plano terrestre, necessita do homem, porque somente o homem possui dentro de si a energia da vontade e do poder de decisão (livre-arbítrio). Por outro lado, o homem, para crescer e evoluir, necessita do anjo, pois os seres angélicos possuem em si a divina perfeição, a sabedoria iluminada e o amor infinito, qualidades complementares para a evolução do todo criado.

De acordo com as leis universais, todas as coisas estão interligadas. Por esta razão, somente através da união das forças angélica e humana é que poderemos atrair a perfeição a qual tanto almejamos.
     
Através do suave contato com a energia angélica, aprendemos a respeitar tudo aquilo que nos rodeia, aprendemos a extrair de cada circunstância um ensinamento maior.
     
Os anjos nos levam gentilmente a evitar o desperdício e o desgaste de energia na luta contra as adversidades.

Eles nos ensinam a suavidade e nos conduzem até as portas da harmonia e do equilíbrio e ao ultrapassá-las tornamo-nos “causas construtivas” deste universo e penetramos em um mundo totalmente mágico e repleto de luz: o mundo da perfeição crística. 

Moacyr Martins

+ artigos

Angelólogo, escritor, palestrante, professor universitário, Master em PNL e Coaching, consultor de empresas, autor dos livros “Na Trilha dos Anjos”, “Força Divina das Orações I e II”, “Auxilio dos anjos nos Problemas do Dia-a-Dia”, entre outros.