por Paulo Bregantin

O que é o Deslocamento no sonho para Freud?

Para chegar à interpretação dos sonhos faz-se necessário um trajeto progressivo da elaboração onírica e observar os quatro mecanismos fundamentais do trabalho do sonho: Condensação, deslocamento, figuração e elaboração secundária, esta última como sendo um segundo momento da elaboração onírica.

Hoje falaremos sobre Deslocamento...

Segundo Roudinesco (1997, p. 148), “deslocamento é o processo psíquico inconsciente, teorizado por Sigmund Freud, sobretudo no contexto da análise do sonho. O deslocamento por meio de um deslizamento associativo transforma elementos primordiais de um conteúdo latente em detalhes secundários de um conteúdo manifesto”.

O Sonho se apresenta de duas formas, uma manifesta e outra latente, isso significa que os sonhos são consequência da repressão de nossos desejos, tão estranhos à nossa natureza consciente que, mesmo nos sonhos, só aparecem sob a forma de símbolos. 

Então os nossos sonhos têm um conteúdo manifesto (o que acontece no sonho) e um conteúdo latente (o que o sonho tenta nos dizer).

O mais importante para analisarmos e refletirmos são os conteúdos latentes dos sonhos, pois são eles que verdadeiramente podem nos dar acesso ao inconsciente.

Claro, é preciso muito treino e perseverança para entender o que são os conteúdos latentes, mas uma forma simples de avaliar é entender que o que sonhamos, na realidade tem uma dupla interpretação, não é exatamente o que se manifestou, ou seja, aquilo que me lembro do sonho, por de traz do que foi manifesto no sonho existe algo latente, ou o que verdadeiramente interessa para acessar o inconsciente.

Anote os sonhos e tente separar o que são conteúdos manifestos de latentes, isso fará muita diferença na interpretação e aplicação na nossa vida.

Comentários do autor:

Freud afirmou que os sonhos são consequência da repressão de nossos desejos, tão estranhos à nossa natureza consciente que, mesmo nos sonhos, só aparecem sob a forma de símbolos.  Freud acreditava que, se esses desejos fossem abertamente expressos, certamente nos assustariam e de fato não aceitaríamos a ideia de que fossem nossos. Segundo Freud, nossos sonhos têm um conteúdo manifesto (o que acontece no sonho) e um conteúdo latente (o que o sonho tenta nos dizer). A maioria dos desejos expressos em nossos sonhos seria de natureza sexual.

Paulo Bregantin

+ artigos

Mais de 25 anos dedicado ao cuidado de pessoas, sendo Psicanalista Clínico e escritor com várias obras publicadas. Atua nas redes sociais como dono, gerenciando a página Paulo Bregantin e o Grupo Psicanálise Integrativa.

facebook /Paulo-Bregantin