por Vanessa Mazza Furquim

Série perguntas clássicas ao Tarot: ele vai se separar da esposa para ficar comigo?

Triângulos amorosos são mais comuns do que se pensa e vira e mexe me deparo com eles. Afinal, muitas mulheres se envolvem com homens casados e, apesar de alguns casos parecerem ter futuro, na maioria das vezes, se tratam apenas de promessas vazias, dentro das quais algumas desculpas são bastante comuns:

- Não posso me separar porque minha mulher é instável e irá cometer uma loucura, se matar, cair em depressão, fugir com os filhos, etc. - Não posso me separar porque não quero traumatizar meus filhos ou eles são muito pequenos e não irão compreender; - Não posso me separar porque me incomoda o que os outros irão pensar ou posso perder meu status ou comprometer meus negócios; - Não posso me separar porque teria que dar muito dinheiro a minha mulher e no momento passo por dificuldades financeiras;

Assim, a amante espera pacientemente e divide aquele que ama com a outra que sempre será a mulher oficial.

O pior é que este homem geralmente fala muito mal de sua esposa e traça um perfil horroroso dela, como se ele fosse uma grande vítima do destino e precisasse ser compreendido e protegido. Porém, a lógica há de indicar que é muito estranho querermos ficar com uma pessoa que é incapaz de tomar uma decisão e que no processo comete atos repreensíveis como difamar alguém, trair e mentir.

Perguntamos então a nossa consciência por que haveria de ser diferente conosco? Pois não há como se ter duas personalidades ao mesmo tempo, a não ser que você seja psicótico. Desse modo, eu procuro mostrar a realidade à consulente, mas é sempre difícil fazê-la raciocinar corretamente, pois na maioria das vezes está tão embriagada de amor por aquela ilusão, que qualquer coisa que mostre o contrário é rapidamente combatida e eliminada.

Por outro lado, não insisto, pois o papel do tarólogo não é mudar as pessoas e sim interpretar o que as cartas dizem e orientar da melhor forma. Se o consulente seguir ou não, é responsabilidade dele. Porém, é de fato uma pena ver tantas mulheres desrespeitando a si próprias, pois, segundo meu ponto de vista, você pode amar sim um homem casado, mas pode ter a força de se manter íntegra e aguardar que ele tome sua decisão, sem se colocar numa situação confusa, perigosa e comprometedora, indo muitas vezes contra seus princípios e contribuindo para criar um karma negativo na sua vida. Afinal, ninguém gostaria de ser traído, portanto, por que haveríamos de ajudar alguém à trair?

Vanessa Mazza Furquim

+ artigos

Taróloga há 19 anos, atua profissionalmente desde 2007, com uma abordagem holística e terapêutica, agregando outros conhecimentos como Numerologia, Astrologia, Feng Shui, Linguagem do Corpo e Psicologia para compreender o cliente em sua totalidade.