por Selma Godoy

Encare a realidade e deixe o passado para trás

Estamos às portas de 2015! O ano que acaba deixa um rastro marcante em nossas memórias! As mentiras, as malandragens ficaram bem à mostra, não é mesmo? Na vida pessoal, provavelmente você se deparou com a realidade também, pois é momento de cair as máscaras! É hora de “cair na real”, e a verdade apareceu como nunca.

Com isso você cresceu, será que você se deu conta? Tudo mudou e nada mais é como foi. Pessoas se foram, relacionamentos acabaram, e você mudou. E não vai parar por aí. A lei da transformação está em pleno vapor!  A verdade está emergindo até o ponto exato das necessidades de cada um.

A vida é como a mãe extremamente sábia que quando a criança leva um tombo lhe diz: - Doeu, você viu como dói? Ela não mima e não engana, ela leva a consciência da verdade, fortalecendo e confiando no potencial do indivíduo!

Já que estamos falando de conscientização, vamos encarar mais uma face de nossa realidade? Você deve ter se perguntado o porquê de termos os representantes que temos e, deve também, como a maioria, se indignar com a roubalheira e a balbúrdia que está por aí.  A notícia pode ser um clichê, talvez por isso mesmo não seja vista com a profundidade que merece: Nossos governantes nos representam. Não dá para fingir que estão lá por acaso. As falcatruas e a desonestidade perseveram no planeta até que nós como coletividade sejamos mais autênticos. Toda a comunidade, e em consequência seus líderes, só serão mais éticos à medida da maturação de seus membros.

O que você imagina que seja a causa disso em nível pessoal? Vamos lá, está pronto para encarar sua parcela nisso? Pois bem, pare e reflita nas situações que você é desonesto consigo mesmo, mentindo e se negando?

Parou para pensar? Quanto você tem suportado de hipocrisia e dissimulação para manter as aparências? Sabe aqueles eventos que não lhe dizem mais respeito e você comparece porque vai “pegar mal”? Ou, o pior, o que você tem feito contra sua alma para não magoar o outro? Você percebe o quanto estas atitudes estão generalizadas em nosso meio? O fato é que o contexto mudou, e diante da “impermanência universal” perseveramos com atitudes obsoletas.

Além de tudo isto, ainda não paramos para olhar, para citar alguns exemplos, a crença na degeneração, o culto ao “batalhador” e o “medo do futuro”. Como se a vida não demonstrasse abundância, milhares de oportunidades e de exceções.

Ainda, a despeito de todas as capacidades de produção e criatividade do brasileiro ainda temos desconfiança de nós mesmos. Sabotamos todo o próprio potencial e empenho. Esta mesquinhez e miopia estão tão arraigadas que já não nos damos conta e isso reflete em todos os âmbitos do social.

As ideias deturpadas que nasceram dos interesses de gente que detinha o poder nos mantém sob as rédeas do medo e da submissão. Está aí para quem quiser observar! Enquanto não confrontarmos isto nossa sociedade continuará medíocre e doente.

O exercício da responsabilidade e da autenticidade começa através de posturas de autorrespeito. O respeito vem como resultado do que se faz de “coração”. E daí, “a alma faz milagres”! E de sobra, ajudamos a criar um astral que desencadeará cedo ou tarde em uma conjuntura melhor.

Bem, estes temas deverão ser digeridos conforme nossa capacidade de, em primeiro momento, raciocinar, paulatinamente absorver e, finalmente, incorporar na vida diária. Mas, para começar o ano novo com o pé direito, vamos aprender a limpeza energética de nossa casa. É aconselhável que se faça antes a limpeza energética pessoal (conforme o Artigo Transformando nosso astral).

A conexão com amigos espirituais é fundamental para que eles possam somar à nossa visualização. Assim, vamos formando uma corrente que vai transformando os negócios, a economia e a política.

Veja diante de seu portão ou porta de entrada de sua casa uma entidade de luz que você confie, tais como, Mãe Maria, Jesus, São Miguel Arcanjo. Entregue as chaves de sua casa, como símbolo da permissão, para esta entidade e uma legião enorme de anjos adentrem sua casa.

Imagine-se juntamente com esta legião passando por cada um dos cômodos, que vão sendo iluminados, higienizados e curados. Você vai distribuindo rosas por cada cantinho, no seu carro e uma para cada uma das pessoas que habita sua casa. Se tiver animais domésticos coloque também uma para cada um deles.

Deixe seu quarto por último. E chegando lá, despeje pétalas das rosas na sua cama, para que propicie um trabalho de cura durante o período de seu sono.

Com a força da sua imaginação você atrai ajudas inimagináveis. Enquanto isso repita:

- Só o bem é real!

- Na minha casa, nas minhas coisas só o que é bom!

- Eu não acredito em confusão, em problemas, em empecilhos e em dúvidas!

- Eu sou só o que é bom! Nada de ruim sou eu!

- Eu confio no poder invisível em mim!

Selma Godoy

+ artigos

Terapeuta de Aconselhamento. 20 anos pesquisando Espiritualidade, Comportamento e Psicologia.